Acessar o conteúdo principal
Inglaterra/William

Príncipe William inicia emprego de piloto de helicóptero-ambulância

Willliam no primeiro dia de seu novo emprego, como piloto de helicóptero-ambulância.
Willliam no primeiro dia de seu novo emprego, como piloto de helicóptero-ambulância. REUTERS/Stefan Rousseau

O príncipe William da Inglaterra, segundo na linha de sucessão ao trono britânico, neto mais velho da rainha Elizabeth II, é agora piloto de helicóptero-ambulância. Em entrevista à BBC, ele afirmou que gosta de "fazer malabarismos" entre obrigações reais, família e trabalho. O primeiro dia foi nesta segunda-feira (13).

Publicidade

“É um trabalho que vale a pena e há uma parte de dever nesta função”, declarou o duque de Cambridge. Ele chegou ao trabalho às 7h locais (3h em Brasília) e às 9h20 (5h20) foi enviado a sua primeira missão de resgate pela organização beneficente "East Anglian Air Ambulance" (EAAA), baseada no aeroporto de Cambridge.

William disse que estava muito contente com a nova função, assim como por sua nova vida familiar a quatro, após o nascimento no dia 2 de maio da princesa Charlotte. “Uma pequena jóia que chegou do paraíso”, disse o pai sobre a filha. Ele acrescentou que é preciso estar atento quando George está junto, pois às vezes o filho mais velho é “muito sapeca”.

Malabarismo

Questionado sobre as possíveis dificuldades de equilibrar seu ofício e obrigações reais, William disse que neste momento faz "malabarismos entre os dois e uma família com dois filhos pequenos". "Gosto dos desafios, mas é inevitável que em certo ponto se torne complicado", admitiu.

O duque de Cambridge deixou o exército em setembro de 2013 após sete anos de serviços, dos quais passou os últimos três como piloto de um helicóptero de salvamento na base da Royal Air Force, na ilha de Anglesey, no País de Gales.

O palácio de Kensington, responsável pela comunicação do príncipe, indicou que William terá horários compatíveis com seus compromissos reais, num momento em que a avó delega cada vez mais funções. O palácio acrescentou que William doará todo o seu salário (o equivalente a quase R$ 200 mil anuais, segundo a imprensa britânica) para a EAAA, financiada em sua totalidade por doações.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.