Acessar o conteúdo principal
União Europeia/Migração

Cerca de 3 milhões de migrantes devem chegar à Europa até 2017

Policiais turcos impedem um grupo de migrantes de embarcar para ilha grega de Chios, na cidade Cesme, na Turquia, 05 de novembro, 2015.
Policiais turcos impedem um grupo de migrantes de embarcar para ilha grega de Chios, na cidade Cesme, na Turquia, 05 de novembro, 2015. REUTERS/Umit Bektas

A Comissão Europeia calcula que quase três milhões de migrantes e refugiados chegarão à União Europeia (UE) entre 2015 e 2017, fugindo da guerra e da pobreza. De acordo com o anúncio feito nesta quinta-feira (5), o bloco deve receber o total de um milhão de pessoas até o final deste ano. Autoridades europeias avaliam como positivo o impacto econômico da entrada dos migrantes no bloco.

Publicidade

No próximo ano, deve chegar o maior contingente: 1 milhão e 500 mil refugiados, de acordo com as previsões da Comissão Europeia. Em 2017, as estimativas diminuem para 500 mil pessoas. O total de chegadas aumentaria a população do bloco em 0,4%, uma vez que as solicitações de asilo forem aceitas.

Para o comissário europeu de Assuntos Econômicos, Pierre Moscovici, o impacto econômico gerado com a vinda dos migrantes e refugiados pode ser positivo para a União Europeia. "O PIB pode aumentar entre 0,2% e 0,3% em 2017", declarou, em uma entrevista coletiva. A avaliação leva em consideração os gastos públicos adicionais, assim como o aumento da mão de obra no mercado de trabalho, segundo Moscovici.

600 mil pessoas em 4 meses

Também nesta quinta-feira, a ONU revisou para cima a previsão da chegada de migrantes à União Europeia. O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) preveem a entrada de mais 600 mil pessoas nos próximos quatro meses, procedentes da Turquia.

"Entre novembro de 2015 e fevereiro de 2016, antecipamos que podem acontecer, em média, 5 mil chegadas por dia a partir da Turquia, provocando um total de 600 mil chegadas à Croácia, Grécia, Sérvia, Eslovênia e a ex-república iugoslava da Macedônia", afirmou um comunicado.

Novo recorde na Alemanha

Já a Alemanha indicou hoje que o país registrou a entrada de 181.166 migrantes no mês de outubro, um número recorde. Desde o início deste ano, foram registradas 758.473 chegadas ao país.

Os dados são procedentes do sistema alemão Easy, que contabiliza os migrantes que chegam ao país e pretendem solicitar asilo e ainda não o fizeram, segundo o ministério do Interior. O ministério não descarta, no entanto, a possibilidade de pessoas registradas duas vezes ou outras que não foram registradas.

(Com informações da AFP)

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.