Acessar o conteúdo principal
Espanha/Panama Papers

Ministro espanhol envolvido no Panama Papers pede demissão

Depois de ter negado sua participação no escândalo de corrupção, ministro espanhol José Manuel Soria anunciou sua demissão.
Depois de ter negado sua participação no escândalo de corrupção, ministro espanhol José Manuel Soria anunciou sua demissão. Reuters.

O ministro espanhol da Indústria, Energia e Turismo, José Manuel Soria, anunciou nessa sexta-feira (15) sua demissão do governo conservador de Mariano Rajoy. Ele reconheceu ter “cometido erros” após ter seu nome mencionado no "Panama Papers".

Publicidade

Depois do premiê islandês Sigmundur David Gunnlaugsson pedir demissão na semana passada, agora é a vez do governo espanhol sofrer uma baixa ligada ao escândalo dos paraísos fiscais. Segundo Soria, a decisão de deixar o cargo foi acarretada por uma "sucessão dos erros cometidos ao longo dos últimos dias em relação a explicações de minhas atividades empresariais anteriores à minha entrada na política em 1995".

O ministro, oriundo de uma família de horticultores das Canárias, que fez fortuna no setor de logística portuária, vinha negando, desde a revelação do Panama Papers, qualquer ligação com o escândalo, mesmo se os documentos mostravam claramente sua assinatura. Mas seus argumentos foram enfraquecidos no início da semana quando a mídia espanhola revelou que Soria administrou, em 1992, uma offshore nas Bahamas, ligada ao escritório de advocacia Mossack Fonseca. A imprensa local também afirmou, na quinta-feira (14), que o ministro teve até 2002 uma sociedade no paraíso fiscal de Jersey.

A demissão de Soria é a segunda provocada por um escândalo desde que o PP chegou ao poder, em dezembro de 2011. Em novembro de 2014 o premiê pediu a demissão da ministra da Saúde, Ana Mato, investigada em um escândalo de corrupção como beneficiária dos supostos subornos cobrados por seu ex-marido, Jesús Sepúlveda, quando era prefeito de Pozuelo de Alarcón, no noroeste de Madri, entre 2003 e 2009.

(Com informações da AFP)

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.