Acessar o conteúdo principal

Parada gay de Istambul é cancelada pelo governo turco

Parada gay de Istambul do ano passado
Parada gay de Istambul do ano passado AFP PHOTO / OZAN KOSE

A parada gay de Istambul, na Turquia, que deveria acontecer no dia 26 de junho, foi cancelada nesta sexta-feira (17) pelo governo turco. Em nota, o governo disse que o cancelamento seria para “preservar a segurança e a ordem pública”. Eles pediram aos organizadores do evento de se conformar com as advertências dadas pelas forças de segurança.

Publicidade

Sarah Bazin, especial para a RFI

Segundo a rede de TV Al Jazeera, um dos organizadores da parada gay, Gorkem Ulumeric diz que o evento é muito importante para a comunidade LGBT da Turquia.

“Pessoas LGBT passam diariamente por tratamentos desleais em várias áreas de suas vidas, desde o trabalho, saúde, educação... Por isso, é muito importante que possamos nos expressar, em um dia do ano, no centro da cidade”, disse.

Grupo ultraconservador quer impedir a marcha

Ainda segundo a Aljazeera, Kursat Mican, representante do Alperen Hearths Istanbul – grupo ultranacionalista turco –, disse a jornalistas que ou o governo “faz o que é necessário fazer, ou nós o faremos. Estamos prontos para tomar quaisquer tipos de riscos; vamos pessoalmente prevenir a marcha de acontecer”.

Mican ainda disse que não vai “deixar que degenerados portem suas fantasias por esta terra, que nossos ancestrais nos deixaram e pela qual pagaram um preço muito alto”. “Estamos dando o recado agora; já dissemos o que vai acontecer e não somos mais responsáveis pelo que pode acontecer daqui para frente”, completou.

A Parada Gay de Istambul acontece todos os anos, desde 2003, e já chegou a atrair mais de cem mil participantes em 2013. Em 2015 a marcha foi dispersada por canhões de água lançados pelas forças de ordem, após manifestantes pronunciarem gritos criticando o governo turco.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.