Acessar o conteúdo principal
Linha Direta

Saunas públicas são destaque na Semana do Design de Helsinque

Áudio 04:21
Divulgação

Na Finlândia, a Semana do Design de Helsinque agita a cena cultural da cidade com mais de 250 mostras e eventos. É o maior festival de design da região nórdica, e entre as atrações deste ano estão apresentações e debates realizados dentro de saunas públicas - que são a mania nacional finandesa.

Publicidade

Claudia Wallin, correspondente em Helsinque

A capital finlandesa parou para reverenciar o design. No centro de Helsinque, 12 instalações urbanas criadas por designers finlandeses e internacionais transformaram a paisagem da cidade. A maior delas é uma gigantesca bolha de plástico construída em torno da estátua da praça central da capital, que foi transformada em um espaço cultural para debates e exibição de filmes.

Entre os mais de 250 eventos que acontecem na capital, um dos mais concorridos é a Habitare, a maior feira de design de interiores da Semana do Design de Helsinque. É o espaço onde estão sendo apresentadas as últimas e mais arrojadas tendências para a decoração de casas, com peças como luminárias, móveis, prateleiras e objetos do dia a dia.

Diferentes mostras estão acontecendo em vários pontos da cidade, como no centro cultural Kaapeli, que abriga 13 galerias de arte. E durante toda a semana, os ateliês de Helsinque também estão abertos ao público, para visitas guiadas pelos próprios designers.

Saunas públicas

A sauna é uma paixão nacional na Finlândia - são cinco milhões de habitantes e cerca de dois milhões de saunas no país. Nessa Semana do Design, elas estão se transformando em verdadeiras “saunas de reunião”. Cidadãos finlandeses e turistas estão convidados a participar de debates com diferentes especialistas sobre temas sociais e relacionados ao espaço urbano, dentro de cinco saunas públicas.

Para participar, basta trazer roupa de banho e uma toalha. Os eventos foram batizados de Sauna Talks (ou “Conversas na Sauna”), e um dos temas vai se a Rainbow Sauna - que vai discutir a importância da diversidade, para uma cultura mais igualitária da sauna.

{{ scope.counterText }}
{{ scope.legend }}© {{ scope.credits }}
{{ scope.counterText }}

{{ scope.legend }}

© {{ scope.credits }}

O design finlandês ganhou fama internacional depois da Segunda Guerra e em 2012 Helsinque foi eleita a capital mundial do design. A versão moderna do design finlandês surgiu na década de 30, com o chamado funkis - o funcionalismo escandinavo. A ideia era criar um design prático, de boa qualidade, funcional e acessível para todos os cidadãos.

Hoje, quase todos os finlandeses usam itens de design sofisticado no dia-a-dia - como os copos e porta-velas da Iitala, as mesas de cozinha da Artek, os icônicos tecidos estampados da Marimekko, os pratos e canecas da Arabia e os móveis infantis da Muurame. Além dos sinuosos vasos Savoy criados por Alvar Aalto, que foi um personagem central na história do design finlandês e é considerado também um dos maiores arquitetos do século 20.

A pesquisadora sueca Annamari Väsnka, professora de cultura visual da Universidade de Estocolmo, resume o design finlandês da seguinte maneira: “Os finlandeses - ela diz - estão acostumados a ter canecas, talheres, pratos e móveis muito bem projetados. É quase um padrão. Em nenhum outro lugar do mundo o design é tão presente no dia-a-dia das pessoas, independentemente de sua classe social. Em outros países - segundo a pesquisadora -, apenas a elite tem esse benefício.

A partir dos anos 90, a Finlândia investiu no crescimento do design industrial, que se tornou uma das principais alavancas do desenvolvimento econômico do país.

Design para bebês

Um dos principais destaques da semana é o Design Market, que é a maior liquidação de design dos países nórdicos. São produtos, móveis e roupas de 200 empresas de design reunidas nesse grande mercado anual, que costuma atrair 25 mil visitantes.

Vale a pena conferir também o Design District, que é o Bairro do Design da capital finlandesa. São 25 ruas no centro de Helsinque, onde estão concentradas diversas lojas de design, galerias de arte, ateliês, antiquários, museus e butiques de roupas.

Os organizadores da Semana do Design de Helsinque montaram também um programa especial para as crianças, que vão poder aprender sobre design e arquitetura através de uma série de workshops e aulas práticas. Até os bebês estão podendo participar. A Semana do Design tem um espaço para bebês de menos de um ano de idade, onde eles podem tocar e conhecer diferentes materiais, texturas e estruturas.

Para quem quer conhecer a história do design, o Museu do Design de Helsinque oferece uma variedade de exibições e uma coleção que abriga 35 mil objetos, 40 mil gravuras e 100 mil imagens. Os destaques são as criações de designers finlandeses pioneiros, como Alvar Aalto e Eero Aarnio, que produziram algumas das peças mais marcantes do mobiliário vanguardista dos anos 60.

O Museu apresenta agora uma rara retrospectiva da obra de Eero Aarnio, e pode-se ver ali por exemplo, a famosa Ball Chair - a cadeira criada pelo designer no formato de uma esfera branca com estrutura de fibra de vidro, e que foi imortalizada em filmes de James Bond.

 

 

 

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.