Acessar o conteúdo principal
Grécia/Crise

Grécia vive dia de greve geral contra políticas de austeridade

Milhares de pessoas protestaram nas ruas de Atenas
Milhares de pessoas protestaram nas ruas de Atenas REUTERS/Alkis Konstantinidis

Os trabalhadores gregos iniciaram nesta quinta-feira (8) uma greve geral para protestar contra um novo pacote de medidas de austeridade, aprovado pelo Parlamento a pedido dos credores internacionais do país. Os principais sindicados dos setores público e privado participaram da mobilização.

Publicidade

Com a crise migratória, que monopoliza o noticiário quando o assunto é a Grécia, a situação econômica do país europeu foi praticamente esquecida. No entanto, os gregos continuam em crise e seguem pressionados pelos credores do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia. 

A paralisação de 24 horas desta quinta-feira visava denunciar as medidas de redução de salários e aumento de impostos discutidos pelo governo para responder à pressão dos credores. Os funcionários dos transportes ferroviários, marítimos e os médicos do setor público aderiram em massa à greve e milhares de pessoas desfilaram nas ruas da capital.

"Reagimos a uma austeridade repressiva, à pobreza e à miséria. Mais uma vez enfrentamos pedidos absurdos da parte dos credores, da UE e do FMI", afirma um comunicado do GSEE, o principal sindicato do setor privado.

Esta semana os ministros das Finanças da zona euro chegaram a um acordo sobre medidas de redução da dívida grega. No entanto, eles não conseguiram um consenso sobre as reformas que Atenas deverá implementar para alcançar seus objetivos orçamentários. Um dos pontos mais delicados é a modificação das leis trabalhistas, com medidas visando facilitar as demissões e reduzir a possibilidade de greves.

País tem maior taxa de desemprego da zona do euro

O índice de desemprego na Grécia registrou uma ligeira baixa, passado de 23,3% para 23,1% no mês passado, mas continua sendo o mais alto da zona do euro. A dívida pública alcançará este ano € 315 bilhões de euros, o equivalente 180% do PIB, de acordo com os últimos dados da Comissão Europeia.

O projeto de orçamento grego para 2017, que inclui € 1,07 bilhão de novos impostos sobre os veículos, telefones, combustíveis ou cigarros, será votado no fim de semana. O gasto público deve ser reduzido em € 5,7 bilhões.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.