Acessar o conteúdo principal

Menino de 12 anos é suspeito de tentativa de atentado na Alemanha

Mercado de Natal em Ludwigshafen
Mercado de Natal em Ludwigshafen AFP

Um menino de 12 anos é suspeito de ter tentado explodir um artefato no final de novembro em Ludwigshafen, no oeste da Alemanha, segundo as autoridades, com a imprensa apontando uma motivação islamita.

Publicidade

A investigação levou "a um menino radicalizado que poderia ter sido induzido ou ordenado à distância" por um membro do grupo Estado Islâmico para cometer um atentado. O suspeito teria consideraro no último verão a possibilidade de se unir ao grupo terrorista na Síria, segundo a revista Focus, citando uma fonte judicial.

O Ministério Público de Frankenthal confirmou o envolvimento do jovem, nascido na Alemanha e de origem iraquiana. A Justiça falou "indicações" que justificam a interferência da procuradoria federal competente em matéria de terrorismo.

"Eu posso confirmar que abrimos uma investigação após a descoberta de uma bomba em Ludwigshafen", disse o porta-voz da procuradoria federal, Stefan Biehl, sem mais detalhes.

Tentativa em duas ocasiões

De acordo com o MP de Frankenthal, em duas ocasiões - em 26 de novembro e 5 de dezembro -, o menino falhou em suas tentativas de ativar o mesmo dispositivo caseiro, primeiro em um mercado de Natal e, depois, na praça da prefeitura.

De acordo com Focus, um transeunte encontrou em 5 de dezembro, em um arbusto perto da prefeitura, uma mochila contendo um bocal cheio de pó, com um pavio e pregos.

"Uma amostra foi recolhida e se mostrou inflamável", confirmou o procurador-geral de Frankenthal, Hubert Strober. Ele disse que "o termo bomba é exagerado", mas os investigadores ainda não sabem como a mistura "poderia se comportar" em seu recipiente de vidro.

A criança, jovem demais para ser processada, foi confiada aos serviços sociais, de acordo com a mesma fonte.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.