Acessar o conteúdo principal

Atentado em Berlim: polícia alemã investiga suspeito tunisiano

Alemães prestam homenagens no local do atentado em Berlim, nesta quarta-feira, 21 de dezembro de 2016.
Alemães prestam homenagens no local do atentado em Berlim, nesta quarta-feira, 21 de dezembro de 2016. REUTERS/Hannibal Hanschke

A polícia alemã busca um suspeito tunisiano depois da descoberta de um documento de identidade no caminhão que foi jogado contra um mercado natalino na noite desta segunda-feira (19), em Berlim, segundo informações da imprensa local.

Publicidade

Segundo os jornais Bild e Allgemeine Zeitung de Mainz, o homem teria entre 21 e 23 anos e é conhecido por pelo menos três nomes diferentes. O documento encontrado no caminhão foi expedido para um migrante ao qual foi negado o pedido de asilo na Alemanha. Segundo o site da revista Spiegel, o indivíduo é originário de Tataouine (sul da Tunísia). O documento foi expedido pelas autoridades locais de Kleve, uma cidade situada na fronteira com a Holanda.

Os investigadores encontraram o documento debaixo do banco do motorista, na cabine do caminhão, veículo que jogado intencionalmente contra uma feira natalina, causando a morte de 12 pessoas em Berlim. O grupo Estado Islâmico reivindicou o atentado.

O suspeito tunisiano possui antecedentes criminais, especificamente por um delito por lesões corporais, e é considerado perigoso por estar vinculado a uma grande rede extremista, segundo o jornal alemão Bild.

A polícia alemã também analisa digitais e vestígios de DNA encontrados no caminhão. As autoridades afirmam ter recebido mais de 500 informações sobre o autor do atentado, que continua foragido e que pode ou não ser o suspeito tunisiano procurado pelos policiais.

O governo alemão pede que a população permaneça vigilante e lembra que o responsável pelo ataque é perigoso e está armado.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.