Acessar o conteúdo principal

Comissão Europeia propõe prolongar controle das fronteiras internas

Controle de passageiros de trem na fronteira da Suécia
Controle de passageiros de trem na fronteira da Suécia Reuters

A Comissão Europeia anunciou nesta quarta-feira (25) ser favorável a prorrogar por mais três meses o controle de algumas fronteiras internas do espaço de livre circulação europeu, o Schengen, como aprovado em 2015 em plena crise migratória. A decisão deve ser agora validada pelos 28 países.

Publicidade

"Recomendamos que se permita aos Estados membros afetados a manutenção de controles temporários das fronteira durante mais três meses", declarou em comunicado o primeiro vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans. Ao mesmo tempo, ele ressaltou "progressos importantes" para eliminar esses controles.

Apenas 22 países dos 28 que formam a União Europeia fazem parte do espaço Schengen, além de Noruega, Islândia, Suíça e Liechtenstein. Os países que mantém controles fronteiriços são Áustria, Alemanha, Dinamarca, Suécia e Noruega.

Em novembro, os 28 já haviam aprovado a prolongação do prazo desses controles, que os europeus queriam suspender antes do fim de 2016. Se o Conselho da UE aprovar a proposta do executivo comunitário, essa medida ficará vigente até maio.
 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.