Acessar o conteúdo principal

Rússia e comércio dominaram primeira reunião de Trump com União Europeia

Donald Trump (à esq.) e Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, em Bruxelas, em 25 de maio de 2017
Donald Trump (à esq.) e Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, em Bruxelas, em 25 de maio de 2017 REUTERS/Eric Vidal

As divergências entre União Europeia e Estados Unidos sobre a Rússia e o comércio internacional dominaram o primeiro encontro entre o presidente americano e os altos dirigentes do bloco europeu, que aconteceu nesta quinta-feira (25), em Bruxelas.  

Publicidade

O presidente norte-americano se reuniu com os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. «Conversamos sobre política externa, clima e relações comerciais", informou Tusk, completando que teve a impressão de que os lados estão de acordo sobre certos temas, principalmente sobre o combate ao terrorismo. "Mas certas questões continuam abertas, como o meio ambiente e o comércio internacional", admitiu Tusk, confirmando também a falta de posição comum sobre a Rússia "mesmo se parece estarmos na mesma linha sobre a Ucrânia".

Através de uma porta-voz, a Comissão Europeia anunciou que a discussão com Jean-Claude Juncker foi cordial e amigável, e uma oportunidade para um primeiro contato. Juncker insistiu na intensificação da cooperação comercial, lembrando que as duas partes só têm a ganhar.

"Ficou decidido que as partes vão trabalhar sobre um plano de ação comum sobre o comércio". O protecionismo defendido por Donald Trump não é visto com bons olhos pelos europeus, preocupados com um questionamento das regras da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Contexto do encontro marcado pela incerteza

Este primeiro encontro de Donald Trump com os dirigentes da União Europeia aconteceu em um contexto de incertezas sobre a política europeia do presidente americano. Alguns dias antes de tomar posse, ele previu que outros países iriam deixar a União Europeia após o Brexit; depois, felicitou os europeus pela gestão da partida programada do Reino Unido.

Entre os outros temas de conflito entre União Europeia e Estados Unidos, o mais recente é a proibição, estudada pelos Estados Unidos, de computadores portáteis e tablets na cabine, a bordo dos aviões vindos da Europa rumo ao território americano.

 

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.