Acessar o conteúdo principal
Reino Unido

Depois de visitar vítimas de ataque, Ariana Grande prepara show em Manchester

Ariana Grande visita a britânica Jaden, ferida no atentado em Manchester.
Ariana Grande visita a britânica Jaden, ferida no atentado em Manchester. Divulgação One Love Manchester

A cantora americana Ariana Grande fará um show beneficente neste domingo (4) em Manchester, no Reino Unido, para angariar fundos para vítimas do ataque terrorista que deixou 22 mortos, no dia 22 de maio passado, na saída de seu concerto na cidade britânica. Os ingressos estão esgotados.

Publicidade

Ontem, Ariana Grande esteve em um hospital de Manchester para visitar crianças e adolescentes feridos em decorrência da explosão causada por um homem-bomba. Ela distribuiu autógrafos aos fãs e tirou fotografias, como a que aparece ao lado de Jaden, uma menina que sofre de fraturas nas duas pernas e já passou por várias cirurgias.

A mãe de Jaden, Sharon Farell-Mann, disse ao jornal Manchester Evening News que a visita da cantora foi "uma surpresa completa" e deixou a menina "encantada". O pai de Lily, outra fã que conversou com Ariana Grande, declarou que sua filha teve a impressão de ser uma "rock star".

A cantora pop de 23 anos será a principal atração do show One Love Manchester, que acontecerá neste domingo (4) no estádio de críquete Old Trafford Cricket Ground. Ela vai dividir o palco com Justin Bieber, Katy Perry, além das bandas Coldplay e Black Eyed Peas. O show será transmitido ao vivo a partir das 15h no horário de Brasília e poderá ser assistido pelo Twitter, pelo Facebook e pelo YouTube.

A soma arrecadada com a bilheteria será doada ao fundo de emergência "We Love Manchester", criado pela prefeitura da cidade em parceria com a Cruz Vermelha. Os recursos darão apoio aos familiares dos 22 mortos e 116 feridos no atentado, que foi reivindicado pelo grupo Estado Islâmico.

Neste sábado (3), a polícia britânica informou ter detido mais um suspeito de ligação com o ataque. Trata-se de um homem de 24 anos preso durante a madrugada em Rusholme, na periferia sul de Manchester. Ele é o 11° suspeito mantido sob custódia para interrogatário. Outras seis pessoas detidas momentaneamente foram libertadas sem acusações.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.