Acessar o conteúdo principal
Bélgica/reatores

Belgas, alemães e holandeses fazem corrente humana contra reatores nucleares

Belgas, holandeses e alemães fazem corrente humana contra reatores na Bélgica.
Belgas, holandeses e alemães fazem corrente humana contra reatores na Bélgica. REUTERS/Eric Vidal

Quase 50.000 belgas, alemães e holandeses fizeram uma corrente humana transfronteiriça de 90 km, segundo organizadores do protesto, neste domingo (25) para pedir o fechamento imediato de dois reatores nucleares na Bélgica.  

Publicidade

As autoridades não divulgaram nenhuma estimativa do número de participantes no protesto, que uniu a central nuclear de Tihange, leste da Bélgica, à cidade alemã de Aachen, passando por Liege (Bélgica) e Maastricht, na Holanda.

Os países vizinhos da Bélgica - Holanda, Luxemburgo e Alemanha - expressaram inquietação com o estado e a idade das centrais de Tihange e Doel (norte da Bélgica).

Os organizadores do protesto exigem o "fechamento imediato dos reatores nucleares esgotados de Tihange 2 e Doel 3", reabertos no fim de 2015, depois de mais de dois anos fechados pela descoberta de milhares de fissuras em seus depósitos.

Prorrogação de vida útil preocupa

As autoridades aprovaram a reabertura depois de uma série de testes e após consultas com especialistas internacionais. Os manifestantes também estão preocupados com a prorrogação por dez anos da vida útil de alguns reatores, decidida pelo governo do primeiro-ministro liberal Charles Michel.

"Os sete reatores belgas têm mais de 30 anos - três deles com mais de 40. Após 25 anos de funcionamento, os 20 cm de aço das paredes do depósito do reator sofrem o impacto de anos de pressão térmica e de bombardeio nuclear (nêutrons)", afirmam os organizadores do protesto.

A agência de controle nuclear belga (AFCN) afirma que Doel 3 e Tihange 2 cumprem com "as mais elevadas exigências de segurança" e que não há motivo para fechar as centrais.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.