Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Em Portugal, brasileira tenta o hexa no mundial de bodyboard

Áudio 03:35
A capixaba Neymara Carvalho, pentacampeã mundial de bodyboard.
A capixaba Neymara Carvalho, pentacampeã mundial de bodyboard. Divulgação

A pentacampeã mundial de bodyboard, Neymara Carvalho, está em Nazaré, Portugal, para o Nazaré Pro, a penúltima etapa do APB World Tour.

Publicidade

Luciana Quaresma, de Portugal, para a Radio France Internationale.

“Já tive a oportunidade de participar de dois eventos”, disse Neymara à RFI. “O primeiro foi em Sintra, no qual eu fiquei em nono lugar. Não foi uma colocação que me deixou muito contente. O Sintra Pro é a competição mais importante do Circuito Mundial, e eu teria que ter tido uma colocação melhor. Isso me deixou um pouco triste, mas na sequência fui para Ilha da Madeira e obtive a segunda colocação que apagou a tristeza! Fiquei muito feliz! Lá foi lindo!”.

Depois de uma pausa nas competições nos últimos anos, Neymara não esconde a felicidade de estar de volta ao esporte que já lhe deu tantas alegrias ao longo de sua extensa carreira. Nem a falta de patrocínio podem desanimá-la.

“Existe sempre a dificuldade da falta de patrocínio mas a gente vai burlando isso e, graças a Deus, eu estou aqui para o tudo ou nada!”, explica a bodyboarder.

A veterana dos Sete Mares

Neymara começou o ano de 2017 com uma vitória na primeira etapa do Mundial feminino, no Chile. Um momento marcante neste retorno da atleta ao Circuito Mundial de Bodyboard, provando que o sonho do hexa pode estar próximo.

Aos 41 anos, Neymara é a bodyboarder com o maior número de títulos nacionais e internacionais. Sua experiência, conquistada em anos de campeonatos, é a sua maior vantagem na hora de competir com as atletas da nova geração.

“As meninas da nova geração me motivam a estar aqui, a surfar, a treinar cada vez mais. Temos um misto de nova geração com a geração superexperiente do Brasil, que já veio muito forte. Eu sou uma das únicas que ainda estou aqui, aguentando estes anos todos. Eu tenho que viver com esta dualidade: as jovens e a minha experiência, que com certeza é o meu ponto forte, é o que eu levo pra dentro d’água, o que levo pra minha mentalização para fazer uma boa bateria. Afinal, surfe de alto nível todas as mais jovens têm”.

Uma dica para as novatas

Neymara aproveita para deixar uma mensagem para a nova geração de atletas que querem seguir o caminho da pentacampeã mundial.

“A principal dica que eu dou para quem está querendo começar a aprender o bodyboard é procurar uma escolinha perto da sua casa, da praia que você frequenta, ou bater um papo com um atleta experiente, se informar das melhores condições da praia, das correntes marítimas, sobre a temperatura da água. Depois, aquecer muito antes, porque a água aqui em Portugal é bem fria. Por fim, recomendo muito treino. Para a galera que está querendo competir, o quanto antes você entrar num campeonato é melhor. As competições te preparam para estar cada vez mais apto, para se habituar com o tempo das baterias, com o cronograma do dia… Enfim, assistir aos eventos também é muito importante. Então venham a Nazaré assistir ao grande show que está rolando aqui do bodyboard feminino e masculino, e podemos bater um papo!”.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.