Acessar o conteúdo principal
Brexit

Presidente do Conselho Europeu diz que defensores do Brexit deveriam ir para o inferno

As declarações de Donald Tusk foram criticadas pelos políticos britânicos
As declarações de Donald Tusk foram criticadas pelos políticos britânicos REUTERS/Yves Herman

Um dia antes de uma nova reunião com a primeira-ministra britânica, Theresa May, sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, atacou duramente nesta quarta-feira (6) os defensores do Brexit. Ele insinuou que aqueles que defendem o divórcio com a UE teriam um lugar no inferno. A declaração foi imediatamente criticada.

Publicidade

"Eu estive pensando como é este lugar especial no inferno para aqueles que apoiaram o Brexit sem ter sequer um rascunho de plano sobre como fazê-lo com segurança", disse Tusk após reunião com o primeiro-ministro irlandês, Leo Varadkar. A declaração do ex-primeiro-ministro polonês é mais um sinal do desespero da União Europeia (UE) desde que o Parlamento britânico rejeitou um acordo com as condições de saída do bloco que May havia aprovado com seus 27 parceiros.

Tusk, que coordena as cúpulas de líderes europeus, enfatizou a importância de evitar um "Brexit sem acordo" e disse esperar "sugestões realistas sobre como dar fim a este beco sem saída" da premiê britânica na sua reunião desta quinta-feira (7).

Desprezo por 17,4 milhões de pessoas

A declaração de Tusk suscitou uma reação imediata de políticos britânicos. "Donald Tusk mais uma vez mostra seu desprezo pelos 17,4 milhões de pessoas que votaram para escapar da corrupção da UE", disse Sammy Wilson, porta-voz do Partido Democrático Unionista da Irlanda do Norte, antes de chamar o polonês de "diabólico maníaco europeu".

Já o ex-líder da extrema direita britânica, Nigel Farage, jogou mais lenha na fogueira, dizendo que a saída da UE permitiria liberar o Reino Unido desses “tiranos arrogantes”, em alusão aos europeus. “Isso para mim seria o paraíso”, ironizou.   

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.