Acessar o conteúdo principal

Espanha quer reforçar bases militares rurais para impedir êxodo dos jovens

Madri é uma das cidades mais densas na Espanha
Madri é uma das cidades mais densas na Espanha Sebastian Dubiel/Wikimedia Commons

Em resposta à forte taxa de êxodo rural, sobretudo entre os jovens, o governo espanhol quer propor 70 medidas para fazer com que a população local permaneça onde está.  Foram nove meses de trabalho do Conselho de Ministros e uma das propostas mais importantes é reforçar bases militares no interior do país.

Publicidade

Para o governo espanhol, a renovação das bases militares nas zonas rurais, longe dos grandes centros urbanos, pode trazer vários benefícios, fazendo com que a população jovem não queria mais escapar para outras localidades. Entre eles: uma maior oferta de trabalho, além de um melhor acesso à internet e a chegada de outros serviços ausentes nessas áreas. O Executivo acredita que cerca de 200 bases da Defesa poderiam ser reformadas em mais de 50 cidades.

O plano deve ser desenvolvido em vários anos. Além do reforço dos quarteis rurais, o governo quer obrigar as operadoras a cumprir a promessa de propor 30 megas de internet a 90% das áreas com menos de 5000 habitantes até janeiro de 2020. A Espanha também vai apresentar um projeto de investimentos e linhas de crédito para jovens empreendedores dos municípios de forte êxodo.

Grande projeto nacional

De acordo com o jornal espanhol El País, os dados que reforçam as medidas governamentais são significativos e mostram que 53% do território da Espanha possui uma densidade populacional abaixo dos 12,5 habitantes por quilômetro quadrado – estatística que coloca o país em situação de emergência para a União Europeia.

Além disso, 63% das cidades que têm entre 20.000 e 50.000 habitantes perderam parte de sua população na última década. Os pequenos municípios, sem bons serviços de saúde e emprego, são as maiores vítimas.

A aprovação da Estratégia Nacional de Enfrentamento do Desafio Demográfico é a resposta que o governo encontrou para dar conta do conflito. Na Espanha, 90% da população vive confinada em apenas 30% do território. Somente em Madri e no litoral, são 42 milhões de habitantes, contra 4,6 milhões no interior.

Todos os ministérios se uniram para dar conta do plano, que é sem precedentes na Espanha. O projeto deve propor reforço nas áreas da justiça, da educação, da medicina (inclusive da veterinária).

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.