Acessar o conteúdo principal
Brasil-Mundo

Ítalo-brasileira disputa vaga de eurodeputada para ser "a voz da Amazônia" no Parlamento Europeu

Áudio 03:48
A ítalo-brasileira Ivanilde Carvalho, nascida em Guajará-Mirim (RO), disputará vaga de eurodeputada pela Itália nas eleições para renovação do Parlamento Europeu.
A ítalo-brasileira Ivanilde Carvalho, nascida em Guajará-Mirim (RO), disputará vaga de eurodeputada pela Itália nas eleições para renovação do Parlamento Europeu. Rafael Belincanta

A candidata Ivanilde Carvalho, nascida em Guajará-Mirim, no estado de Rondônia, será a única brasileira com dupla nacionalidade italiana a disputar uma vaga no Parlamento Europeu nas eleições de 26 de maio próximo. Ela concorre pela coligação que reúne os partidos de esquerda em toda a Europa.

Publicidade

Caso seja eleita, Ivanilde pretende levar ao Legislativo europeu projetos para a acolhida de imigrantes baseados no modelo de integração promovido na cidade de Riace, na Calábria, e atuar para que os imigrantes regulares sem cidadania europeia possam votar nas eleições para o Parlamento Europeu. Ela também utilizará seu mandato para denunciar o desmatamento na Amazônia.

“Com esse convite, tivemos que estudar propostas para levar à União Europeia", conta Ivanilde. Por ter nascido em Rondônia, ela considerou que seria justo falar sobre a destruição da Amazônia e o que ainda estão planejando para a região, explicou à RFI.

O lema “Europa, substantivo feminino”, adotado na campanha, seduziu Ivanilde. Ela foi convidada a participar da eleição por seu trabalho no comitê italiano "Lula Livre" ("Lula Libero") e no Coletivo Marielle Franco. Além disso, ela também acumula a experiência de mediadora cultural, sobretudo ao lado de mulheres brasileiras que imigraram para a Itália e que se encontram em situação de vulnerabilidade.

“Nós esperamos que este vento fresco que chegou da Espanha com a vitَória do socialismo seja uma esperança", diz. "O melhor de tudo é que temos uma brasileira no Parlamento espanhol”, comemora.

Formada em Turismo na Universidade Cristiana da Bolívia (Ucebol), Ivanilde irá disputar seu primeiro mandato a um cargo público. Ela concorre pela circunscrição da Itália Central, que reúne votos das regiões de Lazio, Umbria, Marche e Toscana. Para encurtar distâncias, ela utiliza as redes sociais para promover suas propostas de campanha.

"Estamos mobilizando todas as nossas redes, os imigrantes, as feministas, que nos dão apoio incondicional, e apostamos num efeito multiplicador, porque é difícil estar no mesmo dia em diferentes regiões", relata. "Por sorte eu tenho uma rede de apoio, pessoas que me ajudam no trabalho do dia a dia, que cuidam da minha agenda, porque não posso esquecer que também sou mãe, tenho que levar a filha à escola e cuidar de casa", explica Ivanilde. Ela diz que o marido e as filhas têm colaborado e dão apoio à sua escolha.

A Itália irá enviar 73 deputados ao Parlamento de Estrasburgo. Mais de mil candidatos foram autorizados a concorrer na eleição italiana.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.