Acessar o conteúdo principal
Itália / Crise migratória / Migrantes

Richard Gere visita navio humanitário enquanto Itália continua rejeitando migrantes

Ator Richard Gere visita navio humanitário Open Arms, 09/08/2019
Ator Richard Gere visita navio humanitário Open Arms, 09/08/2019 Open Arms/Reuters TV via REUTERS

O "Ocean Viking", o novo navio das ONGs SOS Mediterranée e Médicos sem Fronteiras (MSF), resgatou 85 migrantes nesta sexta-feira (9), enquanto a embarcação "Open Arms" foi visitada pelo ator americano Richard Gere em solidariedade a todas as pessoas que cruzam o Mediterrâneo.

Publicidade

Em sua primeira missão, o "Ocean Viking", navio humanitário de bandeira norueguesa, foi recebido com aplausos pelos migrantes, entre eles cinco mulheres e quatro crianças.

O ministro italiano do Interior, Matteo Salvini, reiterou a ordem para fechar os portos para os migrantes. "A Itália não está legalmente vinculada, ou disposta a hospedar migrantes ilegais não identificados a bordo do 'Ocean Viking'", afirmou.

Salvini repetiu o mesmo discurso para os 121 migrantes bloqueados por uma semana a bordo do navio humanitário "Open Arms", que está diante da ilha italiana de Lampedusa.

Ator leva ajuda ao “Open Arms”

Nesta sexta-feira, o ator americano Richard Gere embarcou no "Open Arms" para cumprimentar a tripulação e os migrantes, entre eles 30 menores de idade. "Estamos aqui no navio 'Open Arms'. Trouxemos de Lampedusa o máximo de água e comida possível para todos a bordo", disse o ator em um vídeo em que está cercado por migrantes e que foi divulgado pela ONG espanhola "Proactiva Open Arms".

O presidente do Parlamento europeu, David Sassoli, escreveu nesta quinta-feira (8) uma carta à Comissão Europeia pedindo que intervenham em favor dos migrantes socorridos pelo “Open Arms”. “Se a Europa não pode proteger aqueles que estão em dificuldades no Mediterrâneo, que encararam a travessia na esperança de uma vida melhor, terá perdido sua alma, além de seu coração”, afirmou.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.