Acessar o conteúdo principal
França

Chuvas já mataram 12 pessoas em dez dias no sul da França

Novas tempestades e inundaçoes deixaram seis mortos no domingo, 1° de dezembro, no sul da França.
Novas tempestades e inundaçoes deixaram seis mortos no domingo, 1° de dezembro, no sul da França. REUTERS/Eric Gaillard weather

As fortes chuvas que atingiram no domingo (1) a Riviera Francesa (sul) deixaram seis mortos e sérios danos materiais. Temporais de intensidade semelhante ocorridos na semana passada já tinham matado seis pessoas e deixado um desaparecido. As principais áreas atingidas são os departamentos do Var, Alpes Marítimos e Bouches-du-Rhône.

Publicidade

As vítimas deste segundo episódio chuvoso, acompanhado de ventos fortes e inundações, são uma mulher, dois homens e três integrantes de uma equipe de resgate que estavam em um helicóptero da Segurança Civil. O aparelho, que dava assistência às vítimas, caiu nas proximidades de Marselha durante uma operação de salvamento. Além do céu encoberto por nuvens de baixa altitude, havia neblina e o helicóptero se chocou contra uma colina.

Os dois homens que morreram na Riviera Francesa foram arrastados pelas águas quando tentavam proteger os animais de suas propriedades rurais. A mulher era uma motorista que teve seu carro coberto pelo transbordamento do rio Largue. Ela foi arrastada pela correnteza e seu corpo foi encontrado a três quilômetros do veículo.

A previsão de novas tempestades no sul do país levou as autoridades a supender eventos culturais e esportivos que estavam programados no fim de semana, como o jogo entre o Mônaco e o PSG pelo Campeonato Francês. Após os danos e mortes registrados na semana anterior, as autoridades tinham mobilizado no domingo 1.380 bombeiros. Eles trabalharam com o apoio de seis helicópteros da Segurança Civil, informou o ministro do Interior, Christophe Castaner.

Volume da água acumulada nas ruas chega à altura das pontes em algumas localidades..
Volume da água acumulada nas ruas chega à altura das pontes em algumas localidades.. REUTERS/Eric Gaillard

Na manhã desta segunda-feira (2), as águas começam a baixar e o alerta máximo contra chuvas e inundações foi suspenso. Porém, creches e escolas permaneceram fechadas em vários municípios. Já o tráfego ferroviário e algumas rodovias que foram interditados no domingo foram completamente restabelecidos no período da manhã.

"O alerta vermelho foi suspenso, mas deixa para trás terras devastadas pelas enchentes. Meus pensamentos vão para todos aqueles que sofreram nas últimas semanas com o mau tempo no sul, especialmente para as famílias e parentes de nossos concidadãos que perderam a vida", reagiu no Twitter o chefe de Estado, Emmanuel Macron.

O governo francês declarou estado de catástrofe natural em 150 cidades da região sul para facilitar o acesso às indenizações das empresas de seguro.

Carro coberto pelas enchentes no departamento do Var.
Carro coberto pelas enchentes no departamento do Var. REUTERS/Eric Gaillard

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.