Acessar o conteúdo principal
França/Eleições

Direita na França se mobiliza para o segundo turno das regionais

Jean-Paul Houchon, candidato do  Partido Socialista, Cécile Duflot, do Europa Ecologia, e Pierre Laurent, da Frente de Esquerda, durante comício em Paris.
Jean-Paul Houchon, candidato do Partido Socialista, Cécile Duflot, do Europa Ecologia, e Pierre Laurent, da Frente de Esquerda, durante comício em Paris. Reuters

A dois dias da votação para o segundo turno das eleições regionais na França, a direita do presidente Nicolas Sarkozy tenta conquistar os eleitores indecisos. O objetivo é evitar uma derrota ainda maior do que a registrada no primeiro turno, quando a taxa de abstenção chegou a 53,5%

Publicidade

Estremecido por divisões internas e abalado pela queda na popularidade do presidente francês, o partido do governo, UMP, foi derrotado, no primeiro turno, pelos partidos de esquerda e sancionado pela forte abstenção. Mas apesar dos esforços dos militantes e candidatos de direita, as pesquisas de opinião continuam indicando que o governo não vai conseguir reverter a tendência do voto do último domingo.

Segundo uma sondagem publicada nesta sexta-feira, as listas eleitorais lideradas pelos partidos de esquerda devem receber 56% dos votos, contra 36% para os partidos de direita e 7% para o partido de extrema-direita, Frente Nacional.

 Na região de Ile de France, a mais rica do país, a coalizão de esquerda que une o Partido Socialista, os verdes da Europa Ecologia e os comunistas da Frente de Esquerda deve sair vitoriosa, o que representaria uma séria derrota para o presidente Nicolas Sarkozy, que esperava fazer do desenvolvimento de Paris e dos departamentos vizinhos da capital francesa uma das principais vitrines da segunda metade de seu mandato.

A sondagem do CSA também revela que o índice de abstenção desse domingo fincará em 55%. Ou seja, 1,5 ponto percentual acima do resultado do primeiro turno. Outra má noticia para o UMP é que o índice de abstenção será maior entre os eleitores de direita.

Desse modo, o resultado das urnas nesse domingo pode dar um gostinho de vitória tanto ao Partido Socialista, que pode ver reforçada a aspiração presidencial para 2012, quanto para o o partido Europa-Ecologia, que pode se consolidar como a terceira força política da França.

 

Leia também :

Oposição vence 1º turno das eleições regionais

Eleições regionais na França devem ter taxa de abstenção de mais de 50%.

Oposição deve vencer eleições regionais

 

Cíntia Cardoso, jornalista da RFI

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.