Acessar o conteúdo principal
França/Festa da música

Festa da Música tem mais de 4 mil apresentações na França

Cartaz da Festa da Música 2010.
Cartaz da Festa da Música 2010. www.fetedelamusique.culture.fr

Mais de cem países terão hoje um dia com decibéis nas alturas. A Festa da Música, surgida na França nos anos 80, tomou conta do mundo e nesta vigésima nona edição chega pela primeira vez à China. Até o país asiático, cujo governo é avesso a agrupamentos espantâneos nas ruas, se curvou ao evento, que tem um conceito bem democrático : a festa é popular e gratuita.

Publicidade

Aqui na França, estão previstos para este 21 de junho quatro mil shows em 450 cidades. Tem de tudo: do rock ao clássico, passando por bandas africanas e também brasileiras.

Os concertos organizados no sul da França, em Carcassone, serão transmitidos ao vivo pela televisão francesa em dois canais: France 2 e Europe 1. Foram convidados grupos e músicos como David Guetta, Placebo, Gaëtan Roussel e Olivia Ruiz.

Numa pesquisa realizada na França, metade da população afirma que pretende sair de casa para aproveitar a Festa da Música. Além dos shows oficiais, é fácil encontrar em bares e no meio da rua jovens e senhores de todas as profissões dando uma palhinha espontânea para mostrar que também têm sua veia artística.

O pai da Festa da Música chama-se Jack Lang, ex-ministro francês da cultura. A ideia surgiu de um bate papo com três colegas de governo, pensando em criar algo que transformasse os espectadores em atores de um evento.

Em entrevista ao jornal Le Parisien, Jack Lang conta que sua melhor lembrança da festa foi em Israel, em 2008, quando ele presenciou manifestações musicais tanto do lado dos israelenses quanto dos palestinos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.