Acessar o conteúdo principal
Tendências

França debate lei que garante nascimentos de forma anônima

Áudio 11:41
Bruce Forster /Getty Images

Uma decisão recente de um tribunal francês pode provocar mudanças na lei que garante às mulheres o direito de dar à luz de forma anônima na França. Essa legislação, conhecida pelo nome de nascimento sob X, entrou em vigor em 1941, mas hoje é questionada por jovens nascidos nesta condição. Revoltados por desconhecer o nome dos pais, muitos jovens têm exigido na justiça o direito de conhecer suas origens. O movimento dos filhos de mães anônimas criou uma reflexão entre os legisladores franceses. O governo pediu à deputada Brigitte Barèges, do partido de direita UMP, um relatório com propostas de melhorias na legislação. Em entrevista à RFI, a psicanalista brasileira Lia Batista, especialista nas relações entre mães e bebês, conta sua experiência de seis anos num orfanato do Serviço de Proteção à Infância do governo francês, que recebia bebês nascidos de forma ingógnita. 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.