Acessar o conteúdo principal
Eleições/França

Partido socialista francês sai fortalecido das eleições regionais

A Frente Nacional, partido de extrema-direita, conseguiu 11% dos votos, o que pode complicar a possível reeleição do presidente Nicolas Sarkozy em 2012.
A Frente Nacional, partido de extrema-direita, conseguiu 11% dos votos, o que pode complicar a possível reeleição do presidente Nicolas Sarkozy em 2012. Reuters

O Partido Socialista conseguiu 35% dos votos no segundo turno das eleições locais francesas, realizadas neste domingo. O pleito foi marcado mais uma vez pelo alto nível de abstenção, já que mais da metade dos eleitores não compareceram às urnas.

Publicidade

O segundo turno das eleições cantonais realizadas neste domingo na França confirmou o avanço dos socialistas e da extrema-direita no país, além do estancamento da direita no poder. O PS acumulou 35% dos votos em metade das regiões do país. O partido da maioria presidencial, UMP, conseguiu limitar a derrota, chegando em segundo lugar na votação, com 20% dos votos. Ao mesmo tempo, a Frente Nacional, de extrema-direita, confirmou sua tendência de crescimento, recolhendo 11% dos votos, o que pode complicar a possível reeleição do presidente Nicolas Sarkozy em 2012.

Como aconteceu no primeiro turno, a taxa de abstenção foi recorde, com mais de 55% de eleitores ausentes. A secretária-geral do PS, Martine Aubry, comentou a vitória com uma certa modéstia, dizendo que os franceses abriram o caminho para a mudança. “Os socialistas vão aproveitar a brecha”, declarou Aubry.

As eleições para escolher representantes dos departamentos foram os últimos testes antes das presidenciais de abril de 2012. Sarkozy, que enfrenta uma baixa de popularidade, pode tentar a reeleição contra rivais de esquerda que saíram fortalecidos neste domingo.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.