Acessar o conteúdo principal
Calor/França

Termômetros chegam aos 40 graus na França

Chafariz diante da Torre Eiffel se tornou uma piscina improvisada em Paris.
Chafariz diante da Torre Eiffel se tornou uma piscina improvisada em Paris. Reuters

O verão começou há menos de uma semana no hemisfério norte e os franceses já sofrem a primeira onda de calor da temporada. Os termômetros chegaram aos 40° em algumas cidades do país, batendo recordes para um mês de junho.

Publicidade

As temperaturas começaram a subir já no domingo, onde os termômetros da cidade de Bordeaux, no sudoeste do país, marcaram 39,2°. Segundo a meteorologista Dominique Raspaud, a intensidade do calor é um verdadeiro recorde para essa época do ano. “Um mês de junho nunca foi tão quente”, disse a especialista.

Nesta segunda-feira os termômetros ultrapassaram 35° em boa parte do país, inclusive na capital Paris, onde o chafariz da praça do Trocadero, em frente à Torre Eiffel, se transformou em uma piscina improvisada durante a tarde. Nas cidades de Lyon, Lille e Toulouse as temperaturas chegaram aos 34°.

A onda de calor já causou prejuízos para fazendeiros franceses. Cerca de 4 mil frangos de uma criação no sudoeste do país foram encontrados mortos sufocados na noite de domingo.

No entanto, os especialistas dizem que não se trata de uma "canícula", a onda de calor que atingiu o país em 2003, matando mais de 15 mil pessoas. "Só se fala em canícula quando as altas temperaturas continuam à noite e que a situação dura pelo menos três dias consecutivos", explica Dominique Raspaud.

A onda de calor deve continuar na França nesta terça-feira. Em seguida, as temperaturas devem baixar durante a noite, se aproximando dos parâmetros normais para a temporada.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.