Acessar o conteúdo principal
AF447/indenizações

Famílias de vítimas francesas do AF447 ganham indenização

Monumento em homenagem as vítimas do voo AF 447 da Air France.
Monumento em homenagem as vítimas do voo AF 447 da Air France. AF/ Virginie Valdois

A Justiça francesa condenou, nesta terça-feira, a companhia aerea Air France e a seguradora Axa a pagar 400 mil euros de indenizações às famílias de dois casais de passageiros mortos no acidente com o voo AF 447 Rio-Paris, em 2009. O juiz rejeitou a queixa contra a Airbus alegando que as investigações do BEA ainda estão em curso.

Publicidade

O julgamento foi realizado no Tribunal de Alta Instância de Toulouse, no sul da França. O juiz determinou que a Air France pague 203.235 euros a uma família de Saint-Jean, perto de Toulouse, e o mesmo valor aos filhos e pais de um casal de Gironde. O total de 400 mil euros em indenizações equivale a 900 mil reais.

O tribunal condenou a Air France, mas rejeitou a queixa contra a Airbus por falha de um produto defeituoso da empresa, no caso os tubos Pitot, que medem a velocidade do avião. O juiz estimou que, por enquanto, não pode se pronunciar de maneira definitiva sobre a questão porque as análises do BEA, a agência francesa que investiga as causas do acidente, e o processo penal ainda estão em curso.

No Brasil, a Justiça já ordenou à Air France o pagamento de indenizações a algumas famílias de vítimas.

Segundo a Convenção de Montreal, da qual Brasil e França são signatários, pedidos de indenização deste tipo podem ser feitos na Justiça em um prazo de dois anos. O valor final mínimo estabelecido é de 109 mil euros e não existe máximo.

Os valores das indenizações são diferentes de acordo com o país de origem das vítimas e com sua a situação econômica. Entre os passageiros do voo AF447, havia 32 nacionalidades.

Enquanto na França dificilmente a indenização ultrapassa 1 milhão de euros, nos Estados Unidos o valor pode chegar a 5 milhões de dólares.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.