Acessar o conteúdo principal
França/Imigração

França vai rever restrições de trabalho para estrangeiros

Claude Guéant vai rever, no início de 2012, as condições para que estudantes estrangeiros trabalhem na França.
Claude Guéant vai rever, no início de 2012, as condições para que estudantes estrangeiros trabalhem na França. REUTERS/Charles Platiau

Diante da insatisfação nas universidades e até mesmo dentro do governo, o ministro francês do Interior, Claude Guéant, anunciou nesta sexta-feira, após um encontro com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, a publicação no início de 2012 de novas condições, para que estudantes estrangeiros tenham acesso ao mercado de trabalho francês.

Publicidade

Uma circular emitida, em maio de 2011, vem dificultando a contratação de jovens estrangeiros escolarizados na França. No texto em vigor, o governo pede que a concessão de vistos de trabalho a estudantes seja feita com “rigor” e mediante um “controle aprofundado” de cada pedido. A iniciativa faz parte do projeto governamental de redução da imigração legal.

De acordo com um comunicado do Ministério do Interior, Guéant vai se reunir, no início de janeiro, com o Ministério do Ensino Superior e da Pesquisa, Ministério do Trabalho e organismos do ensino superior para apresentar como é feita a análise dos pedidos de mudança do status de “estudante” para o de “assalariado”. O requisito é imperativo para que estrangeiros possam exercer uma atividade profissional na França.

A partir desse encontro, uma nova circular deverá ser elaborada. Mas o ministério alerta, que o novo documento não irá substituir o atual, apenas “completá-lo” e eliminar o que o próprio Guéant chamou de “mal-entendidos".

A decisão de dificultar a atuação profissional de estrangeiros inscritos nas universidades francesas, mobilizou estudantes e também intelectuais. Uma petição que circula na internet com mais de 18 mil assinaturas, conta com o apoio de nomes, como o do prêmio Nobel de física, Albert Fert, e o do filósofo, Edgar Morin.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.