Acessar o conteúdo principal
França/ aviação

Air France confirma supressão de mais de 5 mil postos

Boeing 777-328 da Airfrance.
Boeing 777-328 da Airfrance. Flickr/caribb

A companhia aérea Air France confirmou hoje a intenção de fechar 5.122 postos de trabalho – 10% do total de funcionários - até dezembro de 2013, como parte do plano de redução de custos de 2 bilhões de euros até 2013. O objetivo é sanar as dívidas da empresa e melhorar a competitividade.

Publicidade

“É para parar com as incertezas econômicas”, justificou um porta-voz do grupo. A avaliação do excedente de funcionários corresponde a valores especulados pelos sindicatos nos últimos meses, mas antecipa as demissões em um ano: a previsão era de que os empregados seriam dispensados em 2014. A Air France-KLM é a maior empresa de transporte aéreo europeia.

O adiantamento do plano de demissões frustrou os representantes dos trabalhadores. “A Air France dita as suas regras do jogo e se permite voltar atrás no meio do caminho. Isso prova que eles não têm confiança no próprio plano”, declarou David Ricatte, secretario-geral do principal sindicato da Air France, CGT.

Entre as medidas anunciadas hoje, estava a promessa de não haver demissões pro razoes econômicas até o final do ano que vem, se a companhia constatar que o plano de economias cumpre os objetivos. A direção da aérea deseja cortar 20% dos custos até 2014. Também neste ponto houve insatisfação: os trabalhadores esperavam que os empregos pudessem ser mantidos durante toda a duração do plano.

“Eles nos pedem para permanecer até o final de 2014, mas só se comprometem até o final de 2013”, protestou Philippe Chassonnery, secretário-geral do Força Operária, outro sindicato da empresa. Os diálogos entre a direção e os sindicatos vão continuar por uma semana. A falta de um acordo até o dia 28 de junho poderá resultar em paralisações em plenas férias de verão na Europa.

Do total de demissões, 1.712 empregados já sairiam naturalmente da companhia, sobretudo para aposentadorias, e não serão substituídos. Dos demais 3.140 a ser demitidos, 904 são comissários de vôo, 212 são pilotos e 2.056 são pessoal de solo. A Air France tem 49.301 funcionários.

Por outro lado, quem recebeu bem a notícia das demissões foi o mercado financeiro: as ações da Air France subiram 5,87% nesta quinta-feira, enquanto o índice CAC 40 da bolsa de Paris subia apenas 0,24%.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.