Acessar o conteúdo principal
Síria/Fotógrafo

Fotógrafo francês morre durante conflito na Síria

oliviervoisin.fr

O fotógrafo francês Olivier Voisin, gravemente ferido na Síria, sucumbiu aos ferimentos em um hospital na Turquia, anunciou neste domingo uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores. O fotógrafo teria morrido de sábado para domingo, segundo o governo francês.

Publicidade

O fotógrafo independente Olivier Voisin, 38 anos, foi gravemente ferido na cabeça e no braço por estilhaços de foguete na semana passada, quando fazia a cobertura das operações de um grupo armado da oposição na região de Idlib, no norte da Síria. Transferido para o hospital internacional de Antakya em Istambul, seu estado foi julgado crítico depois de uma cirurgia. Ele estava entre a vida e a morte há quatro dias.

O fotógrafo tinha publicado fotos em diversos jornais franceses e internacionais. Suas reportagens ilustraram matérias na revista L’Express, no jornal Le Monde, Le Progrès, Le Soir, Libération, Elle, La Vie, La Croix, Télérama ou o inglês The Guardian. Além do conflito na Síria, ele também realizou diferentes reportagens na Líbia e na Somália, além do Brasil.

Em janeiro, ele fotografou para a AFP uma série de fotos de combates em Aleppo, e no campo de refugiados de Azaz. Nascido em março de 1974 na Coreia do Sull, Olivier foi adotado por uma família francesa.

 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.