Acessar o conteúdo principal
França/sequestro

Falsos rabinos assaltam joalheiro judeu em Marselha

Captura vídeo do filme "Snatch" inspirado na quadrilha de 3 jovens que assaltavam bijoterias na periferia norte de Paris..  du Val-de-Marne
Captura vídeo do filme "Snatch" inspirado na quadrilha de 3 jovens que assaltavam bijoterias na periferia norte de Paris.. du Val-de-Marne

Um joalheiro judeu sofreu um sequestro relâmpago nesta terça-feira de manhã em Marselha, executado por uma quadrilha de falsos rabinos, de acordo com uma reportagem publicada no jornal francês Le Parisien. Trinta pessoas que estavam próximas do local do sequestro também foram atingidas por um gás lacrimogêneo usado pelos ladrões.

Publicidade

Segundo o Le Parisien, a quadrilha era formada por dois homens encapuzados e outros dois vestidos de rabinos. Os quatro, armados com uma kalachnikov e usando bombas de gás lacrimogêneo, surpreenderam o comerciante de 70 anos no estacionamento do prédio onde onde ele morava. Em seguida, eles o conduziram até sua loja, onde roubaram diversas jóias, o conteúdo do cofre e fugiram, abandonando o proprietário da loja em um posto de gasolina na estrada. A polícia judiciária francesa foi encarregada da investigação.

Sentindo o cheiro do gás, os vizinhos chamaram os bombeiros. Cerca de trinta pessoas foram evacuadas e outras 11, que moravam em andares mais altos, foram orientados a não sair de casa. Muitas delas, com dificuldades respiratórias e irritações nos olhos, foram atendidas no local por médicos do batalhão do corpo de bombeiros.

No ano passado, três jovens integrantes de uma gangue que cometiam crimes parecidos em Val de Marne, no subúrbio de Paris, também foram presos. Eles foram indiciados pela Justiça e utilizavam o mesmo método: para inspirar a confiança dos comerciantes, usavam fantasias de rabinos para que o proprietário abrisse a porta. Em seguida, utilizando gás lacrimogêneo, eles ameaçavam a vítima e fugiam com as jóias, a pé ou em uma moto.

 

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.