Acessar o conteúdo principal
Schumacher/Acidente

Fãs e Ferrari fazem homenagem no aniversário de Schumacher

Fãs agitam bandeiras da Ferrari em homenagem ao aniversário de 45 anos de Michael Schumacher, em frente ao hospital universitário de Grenoble.
Fãs agitam bandeiras da Ferrari em homenagem ao aniversário de 45 anos de Michael Schumacher, em frente ao hospital universitário de Grenoble. REUTERS/Robert Pratta

Michael Schumacher vai passar seu aniversário de 45 anos, celebrado nesta sexta-feira, em estado de coma induzido em Grenoble. Do lado de fora do hospital universitário, a Ferrari e os fãs que dão plantão à espera de notícias prestam uma homenagem silenciosa e colorida de vermelho, a cor da escuderia, ao maior campeão da história da Fórmula 1, torcendo pelo seu restabelecimento.

Publicidade

Dois ônibus lotados de fãs provenientes da Itália chegaram hoje de manhã ao hospital francês carregando bandeiras da Ferrari. Às 13 horas no horário local, 10h em Brasília, uma faixa de 21 metros será estendida na entrada do hospital, e os fãs querem entregar uma placa comemorativa à família pelo aniversário de 45 anos de Schumacher.

Em seu site, a Ferrari diz que hoje é um dia especial e homenageia o campeão, que "proporcionou tantos momentos inesquecíveis", publicando um álbum de 72 fotos que correspondem às 72 vitórias de Schumacher nos dez anos em que ele correu pela escuderia italiana. 

Schumacher enfrenta nesse momento a luta mais importante de sua vida e todos da Ferrari − fãs, o presidente Luca di Montezemolo e o diretor da equipe de F1, Stefano Domenicali − enviam votos de felicidade em dobro ao piloto, afirma o site.

Por outo lado, os fãs de Schumacher em Kerpen, cidade onde ele cresceu na Alemanha, acham que pela gravidade do estado de saúde do piloto não existe razão para festa. Nenhuma manifestação foi prevista na cidade alemã.

Schumacher continua em estado crítico, mas estável, de acordo com informação divulgada anteontem por sua assessora Sabine Kehm.

A família de Schumacher agradece a todos que têm enviado votos carinho e pronto restabelecimento, em nota publicada no site do ex-piloto. Schumacher é um combatente e não vai abandonar a luta agora, diz a nota da família.

Polêmica sobre circunstâncias do acidente

As circunstâncias do acidente de esqui continuam contraditórias. O inquérito aberto pela polícia francesa afirma que Schumacher esquiava em alta velocidade. Esta versão é contestada pela assessora de imprensa de Schumacher, Sabine Kehm. Ela diz que o alemão caiu e bateu com a cabeça em uma pedra ao socorrer um amigo que havia caído.

A falta de sinalização no local, entre duas pistas oficiais, alertando os esquiadores sobre um eventual perigo, devido ao terreno escarpado com pedras encobertas de neve, cria polêmica.

Os investigadores terão de analisar eventuais problemas no equipamento de esqui. Com a violência do impacto, o capacete de Schumacher partiu em dois. Além disso, o jornal alemão Bild afirma que uma das fixações do esqui de Schumacher não abriu. O material foi recolhido pelos investigadores.

Um jornalista do Bild fez o mesmo percurso de Schumacher na estação de Méribel, para tentar entender o que pode ter acontecido na manhã de domingo. O vídeo com a demonstração, publicado no site do jornal alemão, mostra que o campeão esquiava em uma área frequentada por dezenas de outros esquiadores. Schumacher deu azar e foi vítima de uma queda infeliz.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.