Acessar o conteúdo principal
França/Greve

Pilotos da Air France reconduzem greve até 26 de setembro

Passageiros tentam embarcar neste sábado (20) no aeroporto de Marselha, no sul da França.
Passageiros tentam embarcar neste sábado (20) no aeroporto de Marselha, no sul da França. Reuters

A greve dos pilotos da Air France se radicaliza. Eles decidiram neste sábado (20) reconduzir o movimento, previsto para terminar inicialmente na segunda (22), até a sexta-feira, 26/09. A mobilização se fortaleceu neste sexto dia de paralisação com 65% de grevistas. Nenhum avião da companhia francesa com destino ao Brasil decola neste sábado.

Publicidade

O principal sindicato de pilotos da Air France, SNPL AF, decidiu manter a greve até a próxima sexta-feira (26), após consultar a categoria em referendo. Mais de 80% dos pilotos votaram a favor da recondução do movimento iniciado no dia 15 de setembro. A participação na votação foi de quase 74%, um nível considerado histórico pelo presidente do sindicato, Jean-Louis Barber.

Os pilotos não excluem continuar a greve além dessa data se as negociações com a direção seguirem bloqueadas. Eles pedem a intervenção do primeiro-ministro, Manuel Valls. A direção da Air France lamentou, na sexta-feira (19) à noite, a continuação do movimento, “apesar das propostas concretas feitas à categoria”.

Reivindicações

Os pilotos da Air France protestam contra a estratégia do grupo de reduzir seus custos por meio de investimentos na marca de baixo custo do grupo, a Transavia. O projeto da empresa low cost prevê centros operacionais em outros países da Europa, onde as regras salariais e de carga horária de trabalho são mais flexíveis, o que significa salários mais baixos e menos benefícios sociais.

A direção rejeita a reivindicação dos pilotos de um contrato único de trabalho para todas as empresas do grupo, incluindo a Transavia. Essa é a mais longa greve dos pilotos da companhia dos últimos 16 anos. A empresa calcula um prejuízo de até € 15 milhões (cerca de R$ 45 milhões) por cada dia de greve.

Voos cancelados

A Air France tinha previsto uma melhora no tráfego aéreo neste sábado, mas com o impasse nas negociações a mobilização aumentou. Segundo a empresa, 65% dos pilotos cruzaram o braço hoje, 5% a mais do que o previsto. Quase 50% dos voos foram cancelados, incluindo todos os oito voos nas rotas Paris São Paulo e Rio de Janeiro, nas duas direções (AF 456, AF454, AF 444, AF 442, AF 457, AF 459, AF 443 e AF 445). A previsão para o domingo (21) é que 38% dos voos da companhia sejam mantidos.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.