Acessar o conteúdo principal
França/Terrorismo

Coulibaly, um dos autores dos atentados de Paris, será enterrado na França

Amedy Coulibaly vai ser enterrado na França
Amedy Coulibaly vai ser enterrado na França REUTERS/Social Media via Reuters TV

O corpo do terrorista Amedy Coulibaly, que matou cinco pessoas nos atentados ocorridos há duas semanas em Paris, será enterrado na França. A decisão, anunciada nesta quinta-feira (22) pelo porta-voz do governo francês, Stéphane Le Foll, acontece após a recusa de última hora do governo do Mali, país africano de origem do jihadista, de receber e enterrar o corpo.

Publicidade

Segundo informações do governo, o corpo deveria ter sido embarcado em um avião para o Mali na terça-feira (20), mas continua no Instituto Médico Legal da capital francesa. O local e o dia do enterro na França não foram divulgados.

O caso lembra o de outro jihadista, o argelino Mohamed Merah, autor do massacre de Toulouse e Montauban em 2012, que foi enterrado na ala muçulmana de um cemitério francês após a recusa da Argélia de realizar seu funeral.

Irmãos Kouachi

Os irmãos Chérif e Saïd Kouachi, autores do atentado à redação do jornal Charlie Hebdo que deixou 12 mortos, foram enterrados no último fim de semana em diferentes cidades francesas: Chérif, em Gennevilliers, e Saïd, em Reims. As prefeituras desses municípios, onde moravam os extremista, disseram que não tiveram escolha.

Estado Islâmico

Amedy Coulibaly matou uma policial em Montrouge, ao sul de Paris, no dia 8 de janeiro, e quatro judeus em um supermercado kosher na região leste da capital francesa no dia seguinte.

Em um vídeo póstumo postado na internet, o terrorista diz que pertence ao grupo Estado Islâmico. Ele já havia feito a mesma afirmação por telefone, durante o cerco policial ao supermercado, à rede de televisão BFMTV.

Na conversa com um dos diretores do canal, ele justificou seus atos pela intervenção francesa no Mali e pelos bombardeios ocidentais na Síria.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.