Acessar o conteúdo principal
França/Corrida

Queniano e corredora etíope vencem a 39ª Maratona de Paris

Visão panorâmica da largada da 39ª edição da Maratona de Paris, no Arco do Triunfo.
Visão panorâmica da largada da 39ª edição da Maratona de Paris, no Arco do Triunfo. REUTERS/Benoit Tessier

O queniano Mark Korir, de 30 anos, venceu neste domingo a 39ª edição da Maratona de Paris em 2 horas 05 minutos e 48 segundos. Seu compatriota Luka Kanda e o etíope Seboka Tola ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente. A prova feminina teve vitória da etíope Meseret Mengistu, de 25 anos. Ela terminou a corrida pelas ruas de Paris em 2 horas, 23 minutos e 24 segundos.

Publicidade

Esta foi a primeira vitória do queniano Korir em uma competição de prestígio internacional. Em março passado, ele havia ficado em segundo lugar na semimaratona da capital francesa. Korir não bateu o recorde da prova, mas venceu o desafio lançado nos últimos 10 minutos da corrida pelo quarto colocado, o também queniano Mike Kigen. A 5 quilômetros da linha de chegada, no Bois de Boulogne (zona oeste), Korir, que tinha economizado energia para o sprint final, alcançou Kigen e o ultrapassou com facilidade.

Korir é o quinto atleta da história da competição a terminar o percurso da Maratona de Paris, de pouco mais de 42 km (42,195 km), abaixo da marca de 2h06 minutos, depois do etíope Kenenisa Bekele, no ano passado (2h05:04, recorde da prova) e dos quenianos Peter Some em 2013 (2h05.37), Stanley Biwott em 2012 (2h05:10) e Vincent Kipruto em 2009 (2h05:47).

A vencedora da prova feminina, Meseret Mengistu, foi convidada pelos organizadores na última hora e bateu seu próprio recorde que era de 2 horas, 29 minutos e 22 segundos, registrado em 2013. Ela chegou à frente de sua compatriota Amane Gobena e da queniana Visiline Jepkesho.

A maratona atraiu milhares de espectadores, cerca de 250 mil pessoas, que se posicionam ao longo do traçado para dar apoio aos participantes, distribuir água e bebidas energéticas.

Cresce número de participantes

A Maratona de Nova York e seus 70 mil participantes é, sem dúvida, a principal corrida do gênero no mundo. Mas Paris ganha prestígio a cada ano e já é a maior competição europeia. Este ano, 54 mil corredores se inscreveram na prova, 10% a mais do que no ano passado.

O charme da corrida é que ela passa pelos principais pontos turísticos da cidade, incluindo a avenida dos Champs Elysées, a Torre Eiffel, o Museu d'Orsay, a catedral de Notre Dame, a praça da Bastilha e os dois maiores parques de Paris, o Bois de Vincennes (leste) e o Bois de Boulogne (oeste).

O tempo ajudou neste domingo. O dia amanheceu ensolarado em Paris. Quando os corredores cruzaram a linha de chegada, os termômetros marcavam 14°C.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.