Acessar o conteúdo principal
França/Criminalidade

Em Marselha, polícia prendre 30 pessoas em bairro dominado pelo tráfico

Políciais vigiam o bairro de La Castellane nesta manhã.
Políciais vigiam o bairro de La Castellane nesta manhã. REUTERS/Jean-Paul Pelissier

A polícia francesa realizou na manhã desta segunda-feira (15) uma grande operação para desmantelar o tráfico de drogas em um dos bairros mais perigosos de Marselha. Pelo menos 30 pessoas foram presas, entre elas o motorista de uma senadora do Partido Socialista. Os acertos de contas entre traficantes já deixaram 10 mortos na cidade em 2015.

Publicidade

La Castellane é um complexo de edifícios residenciais para a população de baixa renda localizado no 16º distrito da cidade litorânea. O bairro, considerado o coração do tráfico de drogas na cidade, é habitado por cerca de 7 mil pessoas.

Em fevereiro deste ano, traficantes chegaram a atirar contra um carro da polícia, poucas horas antes de uma visita que o primeiro-ministro Manuel Valls faria a Marselha, justamente para celebrar a queda na criminalidade. Na ocasião, foram apreendidos vários quilos de droga, além de sete fusis Kalachnikov, o que impressionou a opinião pública francesa.

18 mortos em 2014

Entre os presos hoje estava o motorista de Samia Ghali, senadora local pelo PS e prefeita do 8º distrito da cidade. Desde que o governo instaurou zonas de segurança prioritárias em Marselha, há dois anos, já foram apreendidas 1,8 toneladas de maconha, 102kg de cocaína, € 6 milhões em valores ilícitos e 216 armas.

“O tráfico de drogas acaba gerando outros tipos de tráfico que estão na origem dos acertos de contas e de outras violências extremamente graves”, afirmou o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, nesta manhã, ao saudar a operação. “Pode haver ligações entre estes traficantes e outras atividades que atentam contra a ordem pública, e me refiro principalmente ao terrorismo”, completou.

Em 2014, 18 pessoas morreram na guerra entre gangues pelo controle do tráfico em Marselha. Às margens do Mar Mediterrâneo, a cidade é historicamente ponto de passagem de drogas entre a Europa e as Américas do Sul e Norte. A rota da droga no Mediterrâneo também criou uma rotina violenta para a vizinha Ilha da Córsega.

 

 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.