Acessar o conteúdo principal
França/Crise migratória

Dois acampamentos de migrantes são desmantelados em Paris

Dois acampamentos de migrantes foram desmantelados na manhã desta quinta-feira (17) em Paris.
Dois acampamentos de migrantes foram desmantelados na manhã desta quinta-feira (17) em Paris. REUTERS/Charles Platiau

Dois acampamentos de migrantes foram desmantelados na manhã desta quinta-feira (17) em Paris. Ao contrário de um violento desmantelamento em junho passado, a operação de hoje aconteceu sem incidentes.

Publicidade

Os mais de 800 migrantes, principalmente africanos, aceitaram a proposta de prefeitura de Paris e de ONGs de serem alojados em centros de acolhimento. Eles estavam acampados há vários meses em condições precárias na margem do rio Sena, em frente à estação Austerlitz, e na praça em frente à prefeitura do 18° distrito da capital francesa.

Eles terão um alojamento decente por pelo menos um mês e o pedido de asilo analisado pelas autoridades francesas. No entanto, alguns militantes de ONGs humanitárias, que estavam no local, se mostraram preocupados. “Os últimos desmantelamentos foram um fracasso. Os alojamentos oferecidos não eram adaptados e muitos migrantes partiram”, afirmou um representante de um coletivo de ajuda aos refugiados.

Acolhimento dos refugiados

A operação de desmantelamento dos dois acampamentos em Paris acontece no dia seguinte do acordo no Parlamento para acolher, como propôs o presidente François Hollande, 24 mil refugiados em dois anos. O governo anunciou que vai desbloquear milhares de euros para alojar os migrantes, principalmente os já estão em outros países europeus, atendendo à política de cotas proposta por Bruxelas.

No entanto, os refugiados sírios não esperaram o convite oficial para chegar à França. Cerca de sessenta migrantes, entre eles muitas crianças e mulheres grávidas, estão acampados há meses em Saint-Ouen, na periferia de Paris, e parecem invisíveis às autoridades francesas, denunciam ONGs.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.