Acessar o conteúdo principal
França/Migrantes

Iraquiano de 20 anos morre em Calais ao tentar atravessar para Inglaterra

Migrantes acampam nas estradas da região de Calais.
Migrantes acampam nas estradas da região de Calais. REUTERS/ Regis Duvignau

Um migrante iraquiano de 20 anos foi encontrado morto nesta terça-feira (29) em um caminhão perto do porto de Calais, no norte da França. Segundo o motorista, o jovem pode ter sido esmagado pela carga de estrados de madeira. Outros dois membros de sua família sobreviveram. A cidade francesa, no Canal da Mancha, é o principal ponto de passagem dos migrantes para a Inglaterra.

Publicidade

Segundo balanço oficial, a morte do jovem iraquiano é a décima-segunda desde o final de junho em Calais. As autoridades municipais estimam que 3 mil migrantes estão na cidade à espera de uma oportunidade para alcançar a Grã-Bretanha.

A tragédia no norte da França acontece no mesmo dia em que a ONU confirmou que 515.000 migrantes e refugiados atravessaram o Mar Mediterrâneo este ano para tentar chegar à Europa. Quase 383.000 pessoas desembarcaram na Grécia e outras 129.000 na Itália. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur), desse total, 54% são sírios e 13% afegãos, que tentam fugir dos conflitos em seus países.

No mesmo período, 2.980 migrantes morreram ou desapareceram durante a travessia. Em 2014, quase 3.500 pessoas morreram ou foram consideradas desaparecidas no Mediterrâneo.

Apesar dos esforços da operação europeia de busca e resgate Frontex, que salvou dezenas de milhares de vidas este ano, o Mediterrâneo continua sendo a via mais letal para os refugiados e migrantes, segundo a ONU.

Na semana passada, os países europeus aprovaram a distribuição de 120.000 candidatos a asilo entre os Estados membros da União Europeia e uma ajuda financeira aos países vizinhos da Síria, que recebem milhões de refugiados.
A ONU fez, no entanto, um apelo aos dirigentes europeus para que façam mais para enfrentar o maior fenômeno migratório na Europa desde 1945.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.