Acessar o conteúdo principal
Paris/ataques

Pelo menos 39 pessoas já morreram nos ataques desta noite em Paris

Vítimas de atentado em Paris são socorridas.
Vítimas de atentado em Paris são socorridas. REUTERS/Christian Hartmann

Governo francês acionou plano vermelho em toda a região parisiense. Trata-se do alerta máximo diante de uma situação de emergência. Todos os meios de segurança estão mobilizados. O presidente francês, François Hollande, está em reunião de emergência com o gabinete. Segundo relatos ainda não oficiais, pelo menos 39 pessoas já morreram e 60 ficaram feridas em cinco ou seis focos de ataques.

Publicidade

Reféns estão sendo mantidos em uma casa de espetáculo onde homens armados invadiram para se refugiar. Nesse bairro central ficava também a redação do jornal satírico Charlie Hebdo, onde 12 pessoas foram fuziladas há dez meses.

Perto dali, tiros foram disparados na região do Canal Saint Martin, diante de um restaurante cambojano. “Vi cenas de guerra”, disse uma mulher entrevistada ao vivo por um canal de TV.

Três explosões foram ouvidas na área do Stade de France, onde acontecia um amistoso de futebol entre França e Alemanha. A polícia isolou a área e retirou o presidente francês, François Hollande, que assistia ao jogo. Hollande se dirigiu ao ministério do Interior para acompanhar a evolução dos ataques.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.