Acessar o conteúdo principal
França

Suspeito de planejar novo atentado é preso na periferia de Paris

O ministro Bernard Cazeneuve durante anúncio da prisão na noite desta quinta-feira.
O ministro Bernard Cazeneuve durante anúncio da prisão na noite desta quinta-feira. Ministério do Interior/Divulgação

Um indivíduo de nacionalidade francesa suspeito de pertencer a uma rede terrorista que planejava um atentado em território francês foi preso na manhã desta quinta-feira (24). O anúncio foi feito à noite pelo ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, enquanto uma operação policial antiterrorista estava em curso na periferia da capital francesa.

Publicidade

“A prisão frustrou um projeto de atentado na França que estava em estágio avançado”, afirmou Cazeneuve. Ainda segundo o ministro, uma operação policial realizada na cidade de Argenteuil, a noroeste de Paris, na noite de quinta-feira, estaria ligada à prisão deste suspeito.

A interpelação teria sido o desfecho de uma investigação “minuciosa que durou várias semanas”. Segundo o ministro do Interior, não foi encontrada nenhuma ligação entre esta prisão e os atentados de Paris, em novembro de 2015, e de Bruxelas, há dois dias.

Operação em Argenteuil

A Direção Geral de Segurança Interior (DGSI) estaria atuando em um prédio da cidade, mas não foram fornecidos detalhes. Segundo o jornal Le Parisien, os moradores de um prédio localizado no número 185 do Boulevard du Général Delambre foram evacuados às 17h30.

Cerca de 50 pessoas tiverem de deixar o imóvel. Às 22h, a brigada antibomba teria evacuado completamente a avenida, isolando os acessos e bloqueando cerca de 200 metros ao redor do local. “Operações em busca de explosivos estão sendo realizadas neste momento para que os policiais possam fazer uma busca em um apartamento, no estacionamento e nas partes comuns do imóvel”, disse Cazeneuve, sem fornecer maiores detalhes.

Moradores de Argenteuil registraram no Twitter a intervenção policial:

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.