Acessar o conteúdo principal
Imprensa

Imprensa analisa quatro anos de mandato de Hollande, com impopularidade recorde

Capa do jornal Aujourd'hui en France desta sexta-feira (6), sobre os quatro anos de mandato do presidente François Hollande.
Capa do jornal Aujourd'hui en France desta sexta-feira (6), sobre os quatro anos de mandato do presidente François Hollande. RFI

Neste 6 de maio de 2016, o presidente francês François Hollande completa quatro anos de mandato. Um governo marcado por poucos fatos positivos, raras decisões de peso e a impopularidade recorde do chefe de Estado, ressalta a imprensa francesa nesta sexta-feira. Impermeável às críticas, Hollande investe firmemente no projeto de sua candidatura às eleições presidenciais de 2017, o que surpreende os jornais.

Publicidade

O diário econômico Les Echos, em editorial, escreve que se a economia francesa começa a ensaiar uma recuperação, a situação não é das melhores para Hollande, que tem de enfrentar um eleitorado enfurecido com o projeto de reforma da lei trabalhista. Desde de março, a população vêm se manifestando em massa contra a revisão do código do trabalho, que prevê favorecer os empregadores e facilitar demissões de funcionários.

"Ça va mieux", repete Hollande desde abril, ou seja, "tudo está melhor". O que para Les Echos está longe de ser verdade, ressaltando que o presidente bate recordes de impopularidade a cada pesquisa de opinião. A mais recente delas, divulgada na manhã desta sexta-feira (6) pelo jornal econômico, aponta que apenas 16% dos franceses aprovam o líder socialista. Les Echos se pergunta se já não é hora de o chefe de Estado virar a página e abandonar a corrida presidencial.

"Um mistério quase científico"

"Ele espera contar com a sorte", diz a manchete de capa do diário Aujourd'hui en France, fazendo referência à improvável reeleição do socialista. O jornal dedica suas duas primeiras páginas a analisar os quatro atrapalhados anos de governo do socialista e tenta desvendar a ousadia do chefe de Estado que ainda pensa em reeleição.

"François Hollande é um mistério quase científico", diz o Aujourd'hui en France. O diário lembra que o presidente briga contra uma crise econômica latente, enfrentou atentados em série e depois rompeu com seus eleitores apresentando uma reforma trabalhista "fadada ao fracasso". Tudo isso regado a uma impopularidade "em queda livre".

Qualquer político, nessa situação, "jogaria a toalha". Mas, ao contrário, Hollande prepara sua reeleição, entoando o mantra "ça va mieux". "Seu segredo? Uma sorte insolente e sua certeza de que, a qualquer momento, ele pode virar o jogo", diz o jornal em editorial.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.