Acessar o conteúdo principal
Rio Sena/Chuvas/França

Nível do Sena pode chegar a seis metros após excessos de chuva na França

Rio Sena sobe de nível e muda a paisagem de Paris.
Rio Sena sobe de nível e muda a paisagem de Paris. REUTERS/Charles Platiau

A França teve o mês de maio mais chuvoso dos últimos 150 anos, segundo dados da Météo France. Em Paris, o Rio Sena atingiu o nível de 4,37 metros acima do normal, e deve chegar a quase 6 até sexta-feira (03).

Publicidade

Uma parte das vias subterrâneas da cidade foram fechadas. De acordo com a prefeitura de Paris, estas cheias não devem causar maiores danos. A última grande enchente do Sena, em 1910, o rio chegou a ficar 8,60 metros acima do nível normal, causando a chamada enchente do século.

As fortes chuvas que castigam a França desde a semana passada têm causado estragos.
Diferentes regiões estão em alerta vermelho em função dos riscos de enchentes. O centro da cidade de Nemours, a 80 quilômetros de Paris, ficou isolado: 200 pessoas tiveram que ser evacuadas. De acordo com a Météo France, o rio Loing - que corta a cidade e é um afluente do Sena - atingiu o maior nível desde a grande cheia de 1910.

Alerta vermelho no centro da França

No departamento de Loiret, no centro da França, o alerta vermelho continua. Em três dias, choveu na região o equivalente a um mês e meio. Cerca de 10 mil casas estão sem energia elétrica nos departamentos de Loiret, Seine-et-Marne e Yvelines. As inundações causaram perturbações no sistema de transporte ferroviário, que já está bastante conturbado em função das greves contra o projeto de lei trabalhista proposto pelo governo.

A ministra do meio ambiente, Ségolène Royal, visitou a cidade de Nemours nesta quarta-feira e disse que o estado de calamidade será declarado em breve. A presidente do Conselho Regional d’Ile de France, Valérie Pécresse, disse que ira propor um fundo de emergência no valor de € 1 milhão para ajudar as regiões atingidas.

O sistema meteorológico francês diz que o tempo poderá se complicar na noite desta quarta-feira, por causa da chegada de fortes perturbações vindas da Bélgica e que a situação no país só voltará ao normal no sábado.

Estragos na fronteira entre a Áustria e a Alemanha

O problema se estende também a outros países da Europa. Na Áustria e no sul da Alemanha foram registrados problemas em função das fortes chuvas.

As inundações na fronteira entre os dois países não fizeram vítimas, de acordo com a prefeitura, mas colocaram em estado de emergência o distrito bávaro de Rottal-Inn. Três cidades foram particularmente afetadas: Simbach am Inn, Triftern e Tann, com bloqueios de estradas e pontes e obrigando alguns moradores a buscar refúgio em telhados.

Em Triftern, vilarejo de 5.000 habitantes, cerca de 200 estudantes se preparavam para dormir em uma escola escola, localizada em uma área elevada e, portanto, sem risco de ser inundada, mas inacessível, de acordo com um porta-voz da cidade.

Em Regen, um pouco mais ao norte, 27 adolescentes, dois professores e um guia foram resgatados nesta manhã após uma excursão de barco, informou a polícia. Um estudante sofria de hipotermia e outro estava em choque.
 

(com informações AFP)

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.