Acessar o conteúdo principal
França/Eurocopa

Federação russa "respeitará" sanções da UEFA

A UEFA multou a Federação russa em € 150 mil
A UEFA multou a Federação russa em € 150 mil REUTERS/Regis Duvignau Livepic

A Federação russa de futebol respeitará as sanções "excessivas" impostas pela UEFA depois das cenas de violência em Marselha envolvendo os hooligans russos. O anúncio foi feito nesta terça-feira (14) pelo ministro dos Esportes russo, Vitali Moutko.

Publicidade

A seleção russa foi ameaçada de exclusão da Eurocopa em caso de novo incidente e a Federação do país deverá pagar € 150 mil euros de multa pela violência dos torcedores. Mesmo que as penas sejam consideradas “excessivas” e a “multa enorme” para a Federação, as medidas “estavam sendo esperadas”, declarou Moutko. Ele lamentou que a seleção tenha sido punida, “sendo que não tinha nada a ver com isso.”

A ameaça, entretanto, se aplica somente no caso dos torcedores russos provocarem um tumulto dentro dos estádios. Do lado de fora, é o país organizador que gerencia os incidentes.

No sábado, torcedores russos e ingleses protagonizaram cenas de violência perto do estádio do Velódromo, em Marselha, pouco antes do jogo entre Rússia e Inglaterra. Os incidentes deixaram 35 feridos, principalmente britânicos, um deles entre a vida e morte.

"Torcedores não devem reagir às provocações", diz Kremlin

O governo russo já havia condenado as violências “inadmissíveis” em Marselha. “Só podemos pedir aos nossos torcedores que não reajam às provocações”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

De acordo com as autoridades francesas, um grupo de 150 hooligans russos, “bem treinados”, estavam diretamente envolvidos na briga no Velho Porto. Depois do incidente, seis torcedores russos foram presos e outro grupo foi expulso do país. O próximo jogo da Rússia, contra a Eslováquia, acontece amanhã em Lille, no norte da França.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.