Acessar o conteúdo principal
França/terrorismo

Polícia belga alerta para novos atentados na França e na Bélgica

A polícia belga recebeu um alerta sobre um grupo de jihadistas que estariam vindo para a França e a Bélgica.
A polícia belga recebeu um alerta sobre um grupo de jihadistas que estariam vindo para a França e a Bélgica. (Foto: Reuters)

Uma informação foi transmitida à polícia belga alertando para a chegada de um grupo de jihadistas da Síria e do Iraque. Eles deixaram o país no início do mês para cometer atentados na França e na Bélgica.

Publicidade

De acordo com o jornal belga “La Dernière Heure”, que divulgou a informação, os extremistas do grupo Estado Islâmico estão vindo para a Europa de barco, passando pela Turquia e a Grécia, sem passaporte. Eles teriam sido separados em duplas, e estão em posse de armas para executar os ataques. A ação seria iminente, mas as autoridades belgas não pretendem aumentar o nível de alerta.

O atentado em Orlando, que deixou 49 mortos e 50 feridos, e a morte do casal de policiais perto de Paris, nesta segunda-feira (13), gera um novo clima de ansiedade na França. Hoje o presidente francês participou de uma homenagem às vítimas no Ministério do Interior, onde funcionários fizeram um minuto de silêncio em memória de Jean-Baptiste Salvaing, 42 ans, e sua companheira, Jessica Schneider, 36 anos.

“Outros inocentes vão morrer”

O premiê francês, Manuel Valls, não esconde que o país, alvo do grupo Estado Islâmico, será palco de novos ataques. “Outros inocentes vão morrer. É difícil de dizer, mas é a realidade”, declarou em entrevista à rádio France Inter. O presidente americano Barack Obama e o francês também reafirmaram seu engajamento na luta contra o grupo EI. Hollande e Obama conversaram pelo telefone nesta terça-feira (14) à noite.

O chefe de Estado francês lembrou que a vigilância estava em seu nível máximo. Em um vídeo transmitido ao vivo pelo Facebook na casa dos dois policiais, onde ocorreu o crime, o autor do ataque, Larossi Abballa, declarou que a Eurocopa “será um cemitério”, e que “outras surpresas” aconteceriam durante a competição. Depois do atentado, três pessoas foram detidas para interrogatório.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.