Acessar o conteúdo principal
Imprensa

Carros fabricados antes de 1997 não podem mais circular em Paris

Proibição de circulação de carros antigos no centro de Paris começa a ser aplicada para reduzir a poluição na capital francesa.
Proibição de circulação de carros antigos no centro de Paris começa a ser aplicada para reduzir a poluição na capital francesa. FRANCOIS GUILLOT / AFP

Os jornais franceses Les Echos e Aurjourd'hui en France desta sexta-feira (1) falam sobre a proibição de circulação de carros antigos em Paris. A medida passa a valer a partir de hoje, com o objetivo de reduzir a poluição no centro da cidade.

Publicidade

Carros fabricados antes de 1997 e motos anteriores a 1999 estão proibidos de circular na área conhecida como “Paris intramuros”, ou seja, apenas o perímetro da cidade, excluindo as cidades da periferia da região parisiense.

A medida vale para dias e horários específicos: de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. A nova lei deve tirar de circulação 10 mil veículos dos 600 mil que circulam diariamente pela capital. O jornal Aujourd'hui en France lembra a seus leitores que, por enquanto, os donos das “latas velhas” não devem se preocupar com multas, porque a fiscalização só começa em outubro.

Alemães com menos carros

O jornal Les Echos aproveita a nova lei para traçar um panorama do papel dos carros elétricos e do uso do carro em geral nos países europeus. Os dados mostram uma surpresa: os alemães, conhecidos por fabricar carros de excelência, são o povo europeu que menos possui veículos.

Entre os lares alemães, 77% possuem carro. Já os vizinhos austríacos são os que mais andam sobre quatro rodas: 86% das famílias possuem carro. Nenhum deles compete com os Estados Unidos, onde 89% dos casas têm carro.

O Les Echos também mostra como existe um abismo entre o número de pessoas que possuem carros nas capitais e no interior dos países europeus, com muito mais veículos no interior. Em Paris, por exemplo, 69% têm carros, contra 83% no índice nacional.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.