Acessar o conteúdo principal

Airbnb bate o recorde de 10 milhões de turistas alojados na França

Paris é a primeira destinação nos alugueis em sites como o Airbnb.
Paris é a primeira destinação nos alugueis em sites como o Airbnb. John MACDOUGALL / AFP

A plataforma Airbnb passou em julho a marca dos 10 milhões de visitantes recebidos por anfitriões franceses desde 2008, ano em que a ferramenta foi lançada nos Estados Unidos e começou a ser utilizada na França.  

Publicidade

Somente no mês de julho de 2016, os anfitriões franceses cadastrados no site acolheram duas vezes mais turistas que no mesmo período, em 2015. “O aumento é creditado em parte pela excitação em torno da Eurocopa, competição que atraiu cerca de 300 mil viajantes ", segundo um comunicado oficial divulgado pelo Airbnb nesta segunda-feira (1°).

Os destinos preferidos pelos clientes do Airbnb na França neste mês de julho de 2016 foram as regiões do Hérault e Luberon, no sul, a região basca, no leste e o Vale do Loire, no centro.

"A tendência de viagens domésticas se confirma este ano, com 50% dos franceses que preferiram se hospedarar na França em julho de 2016. Outros destinos preferidos dos usuários na França são a Espanha (10%), Itália (8%), a Portugal (5%) e os EUA (3%)”, afirma a nota da empresa.

“Tempos difíceis”

"Nestes tempos difíceis, os profissionais do turismo devem se unir com o objetivo comum de valorizar a França como destino turístico. Sabemos que a comunidade Airbnb na França está empenhada em ajudar a alcançar o objetivo de hospedagem de 100 milhões de turistas até 2020. Estamos orgulhosos de apoiar este crescimento ", disse Nicolas Ferrary, diretor da plataforma no país.

Com mais de 300 mil unidades, incluindo 70 mil em Paris e seus subúrbios, a França é, depois dos Estados Unidos, o maior mercado do Airbnb mundial. A partir dessa segunda-feira (1°), a plataforma americana deve expandir para outras 17 cidades francesas a cobrança de imposto turístico, após a implementação desta taxa, no ano passado, em Paris e Chamonix.

O imposto será recolhido automaticamente quando os viajantes fizerem uma reserva nas cidades francesas de Ajaccio, Annecy, Antibes, Avignon, Biarritz, Bordeaux, Cannes, La Rochelle, Lille, Lyon, Marselha, Montpellier, Nantes, Nice, Saint-Malo, Estrasburgo e Toulouse. Elas foram responsáveis por receber mais da metade dos turistas na França em 2015.
 

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.