Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

Voluntária brasileira conta experiência com refugiados de Paris

Áudio 07:08
Fundadora da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, em São Paulo, Izabela Moi atua como voluntária ao lado de refugiados em Paris.
Fundadora da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, em São Paulo, Izabela Moi atua como voluntária ao lado de refugiados em Paris. RFI

Um projeto profissional trouxe a jornalista Izabela Moi, cofundadora da Agência Mural de Jornalismo das Periferias, na região metropolitana de São Paulo, a passar uma temporada em Paris. Ao chegar à capital francesa, em março passado, ela encontrou em seu bairro centenas de migrantes vivendo nas ruas em situação dramática. Rapidamente, Izabela decidiu tornar-se voluntária em um coletivo de cidadãos franceses que oferece ajuda aos migrantes na avenida de Flandres, no 19° distrito de Paris.Em entrevista à RFI, Izabela conta sua experiência com os solicitantes de asilo e a ideia de criar, na capital francesa, um projeto semelhante ao que desenvolve em São Paulo. "Eu vi que a invisibilidade dos jovens recém-chegados, que querem ficar na França, ser franceses, mas que não conseguem ter voz, se expressar e se articular como cidadãos é maior ainda do que nas periferias. Parte do meu envolvimento como voluntária é tentar chegar até esses jovens que já estão aqui, estabelecidos, e talvez queiram começar um blog ou um site de notícias sobre e para a vida deles", conta a jornalista. Em São Paulo, a Agência Mural tem uma rede de 80 correspondentes locais, todos jovens jornalistas residentes em áreas periféricas. Chamados de "muralistas", eles cobrem o dia a dia em cerca de 45 bairros e dez cidades da Grande São Paulo, sob um ângulo que contempla a complexidade dessas comunidades distantes do centro e, na maior parte do tempo, negligenciadas pela grande imprensa ou lembradas apenas pela violência.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.