Acessar o conteúdo principal
França/Eleições 2017

Ex-presidente Nicolas Sarkozy confirma pré-candidatura às eleições de 2017

Benoit Tessier/Reuters

Nicolas Sarkozy vai anunciar num livro, a ser lançado nesta quarta-feira (24), sua candidatura às primárias da direita francesa, com o objetivo de eclipsar o mais rápidamente possível o favorito das pesquisas de opinião, o prefeito de Bordeaux Alain Juppé.

Publicidade

Uma vez engajado na batalha pela eleição presidencial de 2017, Sarkozy deixa obrigatoriamente a presidência do partido Os Republicanos, como prevê o estatuto da própria sigla.

“A França exige uma dedicação total. Eu sinto que tenho a força para enfrentar essa batalha neste momento tão atormentado da nossa história”, explica o pré-candidato em uma citação do seu livro, “Tout pour la France” (Tudo pela França), publicada na sua conta do Twitter.

Sarkozy, de 61 anos, havia anunciado após a sua derrota eleitoral de 2012 que deixaria a política. Mas logo se esqueceu da sua promessa. Sua pré-candidatura, que não surpreende ninguém, encerra a lista de pré-candidatos da direita e do centro, que chega ao número de 13.

Disputa acirrada com Alain Juppé

O principal rival de Nicolas Sarkozy é o antigo primeiro-ministro Alain Juppé, de 71 anos, favorito incontestável das pesquisas desde que anunciou as suas intenções em agosto de 2014. Assim, as pesquisas já indicam um possível segundo turno entre Sarkozy e Juppé nas primárias de novembro, um fato inédito na história da direita francesa.

“Diante de um cara de esquerda de 72 anos, eu não tenho como perder as primárias”, declarou Sarkozy ao jornal de direita Le Figaro, provocando Alain Juppé.

A pedra no caminho de Sarkozy continua sendo, contudo, os processos judiciários nos quais ele está profundamente implicado, principalmente o dossiê Bigmalion, que trata do financiamento da sua campanha em 2012, e um indiciamento por tráfico de influência.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.