Acessar o conteúdo principal

Prefeita anuncia a abertura de dois centros para refugiados em Paris

Refugiados na região metropolitana de Paris
Refugiados na região metropolitana de Paris REUTERS/Jacky Naegelen

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, confirmou nesta terça-feira (6) a abertura de dois centros de acolhimento provisório de refugiados na região parisiense até o final do ano.

Publicidade

O primeiro abrigo, dedicado exclusivamente a homens sozinhos, será inaugurado em meados de outubro no bairro Porte de La Chapelle, na zona norte da capital, uma antiga área industrial.

No local, com capacidade para 600 pessoas, eles poderão, durante um período de 5 a 10 dias, descansar e passar por exames médicos, além de receber ajuda psicológica.

Uma segunda unidade com capacidade para 350 pessoas será inaugurada em uma antiga fábrica em Ivry-sur-Seine, para os "mais vulneráveis, mulheres e crianças.

"Se precisarmos criar outros centros, isso será feito", ressaltou a prefeita, antes de lembrar que são locais "temporários que devem receber, dentro de dois a quatro anos, outros projetos".

Investimento inicial de € 6,5 milhões

"A principal vocação é dar abrigo às pessoas para orientá-las a outros dispositivos de alojamento", informou.Os locais serão coordenados pela associação de caridade Emmaüs Solidarités.

O investimento inicial é de € 6,5 milhões, 80% de responsabilidade da prefeitura de Paris. O Ministério da Habitação vai pagar € 15 milhões por ano pela manutenção dos dois abrigos

"Após a multiplicação dos desalojamentos de acampamentos em condições sanitárias indignas em Paris era necessário mudar de método." Desde junho de 2015, 20 centros de alojamento, ginásios ou quartos de hotel que recebiam migrantes foram esvaziados em Paris.

Incêndio na madrugada

Na madrugada desta terça-feira (6), um incêndio destruiu parcialmente o telhado de um centro de acolhimento de migrantes na zona sul da capital.

O local está sendo reformado para acolher 90 migrantes a partir de outubro. A polícia abriu uma investigação para apurar se o fogo é de origem acidental ou criminoso.

Newsletterselfpromo.newsletter.text

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.