Acessar o conteúdo principal

52% dos candidatos às legislativas do partido de Macron nunca exerceram mandatos

Reunião da comissão de investiduras da República em Marcha
Reunião da comissão de investiduras da República em Marcha THOMAS SAMSON / AFP

A República em Marcha, o partido do presidente eleito da França, Emmanuel Macron, anunciou nesta quinta-feira (11) uma lista de 428 candidatos às legislativas de junho, incluindo 52% de membros da sociedade civil que nunca exerceram cargos eletivos.

Publicidade

A lista também respeita uma paridade de gênero "real", com 214 candidatas do sexo feminino e 214 candidatos do sexo masculino.

Quanto ao ex-primeiro-ministro socialista Manuel Valls, que se apresentou como candidato, a legenda decidiu não investi-lo, mas não apresentará um candidato na sua circunscrição.

"Valls não responde aos critérios de investidura, já que desempenhou três mandatos parlamentares", disse secretário-geral do partido, Richard Ferrand. "Mas não fechamos a porta a um ex-primeiro-ministro que nos diz 'tenho vontade de me unir a vocês e ser útil'."

Posse no domingo

Macron, um jovem centrista de 39 anos com apenas dois anos de experiência governamental, assumirá no domingo a presidência da França.

Esse ex-ministro da Economia lançou o movimento "Em Marcha!", "nem de esquerda, nem de direita", em abril de 2016 com o objetivo de renovar a política francesa.

"Nunca antes um movimento com 13 meses de existência havia tido a audácia de apresentar para deputados 52% de cidadãos que não são políticos profissionais", disse Ferrand.

Para poder aplicar as reformas prometidas, Macron precisa obter uma maioria nas eleições legislativas de 11 e 18 de junho.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.