Acessar o conteúdo principal
Política

Primeira semana de Macron na presidência da França será movimentada

Macron cumprimenta pessoas na avenida Champs-Elysées
Macron cumprimenta pessoas na avenida Champs-Elysées REUTERS/Alain Jocard/Pool

A primeira semana de Emmanuel Macron na presidência da França será movimentada. Na segunda-feira (15), ele deve revelar o nome de seu primeiro-ministro, antes de voar a Berlim para se reunir com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Publicidade

Na terça-feira (16), ele encontra a comissão de avaliação da candidatura de Paris aos Jogos Olímpicos de 2024, aos quais ele demonstrou apoio, e divulga a lista de ministros e assessores palacianos.

Macron, um fervoroso europeísta, quer impulsionar, com a reunião com Merkel, uma cooperação mais estreita com a primeira economia da zona do euro. O objetivo é ajudar o bloco a superar a saída iminente do Reino Unido, que era um seus membros mais poderosos.

O presidente quer propor aos seus sócios a criação de um Parlamento e um orçamento para a eurozona. Ele também planeja realizar uma visita às tropas francesas, possivelmente na África.

Em junho, ele enfrentará difíceis eleições legislativas, nas quais partido, A República em Marcha, buscará a maioria absoluta para poder aplicar sua ambiciosa agenda de reformas.

A legenda apresentou uma lista paritária de 428 candidatos, da 52% são novatos na política.

Macron venceu uma das eleições francesas mais imprevisíveis da história moderna do país, marcadas por escândalos, múltiplos sobressaltos e um ataque informático em massa contra a sua campanha.

Herda um país profundamente dividido, com grandes desafios pela frente, como a luta contra o desemprego e o terrorismo.
 

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.