Acessar o conteúdo principal
RFI Convida

Diretores mostram um Brasil apocalíptico no Festival de Cinema de Cannes

Áudio 06:47
Ana Galizia e Eduardo BP, diretores brasileiros presentes no Cinéfondation do Festival de Cannes.
Ana Galizia e Eduardo BP, diretores brasileiros presentes no Cinéfondation do Festival de Cannes. RFI/Silvano Mendes

Além da presença em competição na Quinzena dos Realizadores e na Semana da Crítica, o Brasil participa este ano do Festival de Cannes no Cinéfondation. Os brasileiros são representados pelo filme “Vazio do lado de Fora”, rodado na Vila Autódromo, no Rio de Janeiro.

Publicidade

O Cinéfondation reúne a cada ano filmes enviados por faculdades de cinema do mundo todo. Nesta edição, mais 2500 projetos foram apresentados, para uma seleção de 16 finalistas, entre eles a produção proposta pela Universidade Federal Fluminense.

“Foi muito surpreendente saber que o filme tinha sido selecionado, pois o enviamos sem maiores expectativas e sem nenhum contato prévio como festival”, conta diretor Eduardo BP, que está na Riviera francesa com parte de sua equipe para apresentar o projeto. “É tudo muito novo para a gente chegar em Cannes, algo que eu acompanha apenas pela internet”, confessa o cineasta.

“Vazio do lado de Fora” foi rodado na Vila Autódromo, bairro do Rio de Janeiro que quase foi destruído, o que dá ao projeto final uma dimensão apocalíptica. “Foi um grande desafio, pois filmamos em um espaço em transformação, como todas aquelas máquinas”, conta Ana Galizia, diretora de fotografia do filme. “Cada vez que prevíamos filmar cada cena, na próxima visita o local já tinha mudado”, relembra.

Questionado sobre a relação da temática com a situação atual do Brasil, o diretor prefere evitar um discurso de militância convencional que podem ter alguns filmes sociais. Para ele, “o desafio que se coloca é o como fazer um cinema político que não seja apenas a enunciação de um discurso militante ou de uma denúncia, e que ele trate os problemas que estão acontecendo de um modo estético”, explica.

Para ouvir a entrevista completa, clique na foto acima ou assista o vídeo abaixo.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.