Acessar o conteúdo principal
Cannes

Festival de Cannes homenageia vítimas do atentado de Manchester e reforça segurança

Minuto de silêncio foi feito no alto das escadarias do Palácio dos Festivais.
Minuto de silêncio foi feito no alto das escadarias do Palácio dos Festivais. REUTERS/Eric Gaillard

O atentado durante um show de Ariana Grande em Manchester provocou reações no mundo todo. Na Riviera francesa, os organizadores do Festival de Cinema de Cannes reforçaram a segurança e decidiram anular várias manifestações previstas na noite desta terça-feira (23) para festejar a 70ª edição do evento.

Publicidade

Enviado especial a Cannes

O dia, que deveria ser marcado pela celebração, perdeu um pouco de seu brilho em Cannes. Apesar da presença das principais estrelas do cinema mundial em uma foto histórica para marcar o aniversário do evento, a programação foi alterada e atos foram organizados em memória das vítimas do atentado que deixou pelo menos 22 mortos.

As 15 horas, pouco antes da projeção do filme póstumo do cineasta iraniano Abbas Kiarostami, um minuto de silêncio foi observado no alto da escadaria do Palácio. Para Thierry Frémeaux, diretor do festival, o objetivo era "exprimir a solidariedade à cidade de Manchester, mostrar que não podemos nos entregar e que a vida continua”.

O prefeito de Cannes, David Lisnard, lamentou o atentado e anunciou o reforço do dispositivo de segurança na cidade. “A ameaça é alta e estamos em alerta para prevenir e proteger moradores e participantes do Festival”, garantiu em entrevista à imprensa local.

O esquema de segurança reforçado foi sentido imediatamente nas ruas e nos prédios, com atiradores de elite a postos. Se desde o início do evento todos os convidados já tinham que passar em portais com detetor de metais e ter suas bolsas revistadas, na noite desta terça-feira os organizadores pediram ao público que chegasse duas horas mais cedo para poder entrar nas salas de projeção dos filmes.

O resultado foi a formação de filas quilométricas de pessoas com vestidos de gala e smoking nas calçadas da Croisette, a avenida beira-mar onde acontece o evento. Até o espetáculo como fogos de artifício que marcaria uma festa presidida pela atriz francesa Isabelle Huppert foi anulado.

NewsletterReceba a newsletter diária RFI: noticiários, reportagens, entrevistas, análises, perfis, emissões, programas.

Página não encontrada

O conteúdo ao qual você tenta acessar não existe ou não está mais disponível.